Destaque Vila Verde

É em Lanhas que se saboreia o verdadeiro arroz de feijão com pataniscas!

Redação
Escrito por Redação

Quase na reta final do primeiro mês da Rota das Colheitas, a freguesia de Lanhas recebeu de braços abertos mais uma edição da Fim de semana Gastronómico com Arroz de Feijão e Pataniscas. Durante duas noites, 25 e 26 de agosto, a iniciativa Saborear Lanhas juntou-se às festividades em honra de S. Geraldo, que proporcionou vários momentos de música ao vivo e ações religiosas.

O evento gastronómico é, muito provavelmente, a atração mais forte durante toda a festa, uma vez que tudo gira à volta de um dos pratos mais típicos da região do Minho. Tudo começou depois da hora do almoço com as cozinheiras a adiantar tudo o que fosse preciso para mais tarde ser mais fácil de manobrar o trabalho. Na altura do jantar, a gente aproximava-se até ao espaço preparado para aconchegar o estômago. Entretanto, as mulheres estavam de volta dos tachos na cozinha improvisada e os homens ficavam com a distribuição dos vinhos caseiros. Os mais jovens também ajudaram à festa e andavam entre a cozinha e as mesas para que nada faltasse às pessoas que vieram para provar o famoso arroz de feijão e as estaladiças pataniscas. Há medida que o tempo ficava mais escuro, mais gente se aglomerava e mais se via o pessoal da cozinha atarefado. Quem estava atento, bem via que o arroz malandro não parava de sair e entrar na panela e que as pataniscas eram confecionadas vezes sem conta.

Pataniscas e arroz fresco sempre a sair

Em conversa, as empenhadas cozinheiras Maria Emília e Celeste Costa confessaram que já tinham perdido a conta ao número de pitéus confecionados: “Não sei quantas pataniscas foram ao lume, mas garanto-lhe que ainda não parámos”. Por aquelas andanças há quatro/cinco anos, as mulheres confessam que “apesar de já termos uma idade, ainda há muita energia! É um gosto enorme estar aqui!”. “Umas desfiam o bacalhau, outras cozinham, outras servem…todos ajudam para que nada falte”, contam visivelmente satisfeitas. Já ao lado, de mão no arroz e com o lenço de folclore na cabeça, Olívia conta que o segredo deste prato vem da terra, “tudo que está aqui é nosso, da nossa horta. Aqui o feijão é cultivado por nós, só arroz é que não é nosso (risos)”. Questionada sobre a quantidade de comida que iriam usar, Olívia admite que são contas difíceis fazer: “não sei quantos quilos de arroz vamos gastar, mas até agora é sempre uma panela atrás da outra”. Termina dizendo que tem um sentimento muito apegado à iniciativa: “Eu gosto muito disto, são tradições que não vamos deixar acabar, é a nossa cultura”.

Visitantes não pouparam elogios

Foram várias as pessoas que estavam sentadas nas mesas e que comentaram que a comida estava ‘bem boa’. Um casal já de meia idade, que soube do evento pela comunicação social, veio de Braga até Lanhas pela primeira vez para conhecer e apreciar a gastronomia local: “Já tenho passado nesta estrada muitas vezes, mas nunca parei nesta festa…já provámos o prato e estava tudo delicioso!”. Ambos disseram que o convívio que se estava a viver era agradável e bem animado e que se puderem voltarão, “para o ano estamos cá outra vez, se Deus quiser”.

“Projetar o concelho e promover a economia local”

O Vice-Presidente do Município de Vila Verde, Manuel Lopes, também esteve por lá e não deixou de salientar que esta atividade gastronómica é “uma prova viva das tradições e é, acima de tudo, uma demonstração da vitalidade das nossas freguesias”. Reforça, ainda, que são estes tipos de iniciativas que “vão dando animação às suas terras e que promovem aquilo que de bom nós temos”, acrescentando também que “é um ponto de atração turística, que divulga o valor gastronómico e os valores da nossa terra”. Por isso, Manuel Lopes conclui que “a freguesia de Lanhas está de parabéns” porque é mais uma freguesia que sabe “projetar o concelho e promover a economia local”. A feira gastronómica de arroz de feijão e pataniscas foi organizada pela Junta de Freguesia de Lanhas, com a colaboração da comissão de festas de S. Geraldo.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação