Destaque Vila Verde

Bloco de Esquerda quer relatório que ateste “podridão” das tílias abatidas em Prado

Redação
Escrito por Redação

Um pedido de desculpas à população, a divulgação dos planos para o Largo Comendador Sousa Lima e a divulgação do relatório técnico que ateste a má condição das árvores abatidas em Prado fazem parte do rol de pedidos do Bloco de Esquerda de Vila Verde, dirigidos a António Vilela, edil.

Em comunicado enviado pela distrital bracarense do BE, assinado pela seção de Vila Verde, é manifestada “estranheza e revolta” de “muitos pradenses” devido ao abate de tílias de grande porte no Largo Comendador Sousa Lima sem que a população tivesse sido informada.

Os bloquistas dizem que o assunto foi tratado com “ligeireza” e que devia “ter sido precedido de uma informação à população (…) ao contrário de terem sido apanhados de surpresa e tratados como meros espetadores”.

“O Bloco não pode concordar com as declarações do senhor vereador do Ambiente da CMVV que referiu, segundo a imprensa, que quer a Câmara, quer a Junta de Freguesia, quer o proprietário que procedeu ao abate, estariam na disposição de prestar esses esclarecimentos. O senhor vereador inverteu os papeis e ainda não deve ter assimilado as suas responsabilidades democráticas para com os munícipes. Compete à autarquia ter a iniciativa de informar, esclarecer e envolver as populações, não é dizer-lhes que está disponível para prestar esclarecimentos depois dos factos consumados”, acusa o BE, acusando a autarquia de se “esconder atrás do alegado proprietário das árvores”, um privado.

Os bloquistas chamam ainda a atenção para a última assembleia municipal, onde António Vilela disse existirem planos para aquele largo e que “torna-se muito difícil não relacionar esta afirmação com o abate das árvores”.

O BE termina sugerindo a António Vilela que peça “desculpa à população da Vila de Prado” e que assuma “responsabilidade política pela forma como o processo foi conduzido e executado”, para além de apresentar “previamente” o projeto para aquele largo aos pradenses.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação