Braga Destaque

PSP. Noite Branca mais segura e com menos ocorrências

Noite Branca 2018 (c) Mariana Gomes / Semanário V
Fernando André Silva

A verdadeira Noite Branca continua a ser na noite de sábado para domingo, que habitualmente acarreta uma enchente ao nível das festas de São João, havendo sempre registo de alguns desacatos e, por vezes, até agressões.

Recorde-se que no ano passado, um grupo vindo do Porto acabou por causar vários problemas tendo mesmo sido “convidados” a abandonar a cidade de comboio por parte de agentes da PSP.

Este ano, as coisas foram “relativamente calmas”. Fonte da PSP de Braga disse ao Semanário V que não houve registos de maior, embora dois episódios de desacatos que chegaram a envolver confrontos físicos tenham ocupado alguns agentes em São José de São Lázaro e em São João do Souto.

Fonte do Comando Distrital de Operações e Socorro de Braga da Proteçao Civil disse ao V que existiu apenas um transporte hospitalar resultante de agressões, que, no caso, foi considerado ferido ligeiro e transportado para o Hospital de Braga pelos Bombeiros de Amares.

A mesma fonte indicou ainda que, na Rua de Chãos, numa outra hora, foi ativada uma ambulância dos Sapadores de Braga para registo de agressão, mas a vítima acabou por recusar transporte hospitalar.

Pelo que foi possível apurar junto de diversos agentes de Proteção Civil, esta foi mesmo uma das Noites Brancas “mais calmas” dos últimos anos em termos de ocorrências.

O evento Noite Branca prossegue este domingo com mais atuações e visitas abertas e guiadas a vários museus da cidade, de forma gratuita.

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista