Destaque

Opinião. Um bebé dorme quando está agitado, com medo, nervoso?

Um bebé dorme quando está agitado, com medo, nervoso?

Então como é que nós queremos dormir como um bebé quando estamos agitados, com medo, nervosos?

Apercebo-me há muitos anos da sobremedicação desnecessária para dormir de muitas pessoas e quando tenho oportunidade de fazer o respectivo diagnóstico, deparo-me com um conjunto de erros passíveis de uma intervenção simples mais económica e saudável.

Erros:

não entender porque dorme
não ter uma rotina do sono como tarefas precedentes despreocupadas/descontraídas/calmas para desaceleração e processamento do dia
não ter um horário do sono e duração fixos
dormir num ambiente inadequado em termos de temperatura ambiente e corporal, segurança, conforto, luminosidade e ruído
não entender como dorme desde sonhos, pesadelos, falar, sonambulismo e ranger os dentes
não ter um quotidiano de qualidade em termos de interacções sociais, interesses, motivações e actividades que gastem a respectiva energia à disposição
não ter satisfeito necessidades básicas de fome e sede

Se este é o seu caso, experimente ao longo de 40 dias – o mínimo de dias necessário para uma mudança de hábito – as 7 estratégias abaixo.

Estratégias:

entender porque dorme
ter uma rotina do sono como tarefas precedentes despreocupadas/descontraídas/calmas para desaceleração e processamento do dia
ter um horário do sono e duração fixos
dormir num ambiente adequado em termos de temperatura ambiente e corporal, segurança, conforto, luminosidade e ruído
entender como dorme desde sonhos, pesadelos, falar, sonambulismo e ranger os dentes
ter um quotidiano de qualidade em termos de interacções sociais, interesses, motivações e actividades que gastem a respectiva energia à disposição
ter satisfeito necessidades básicas de fome e sede

Artigo de opinião escrito pela psicóloga Marta Pimenta Brito ao abrigo do projeto Ciência na Imprensa Regional / Ciência Viva.

Partilhe esta notícia!

Comentários

topo