Vila Verde

Santa Casa de Vila Verde promove caminhada para “recordar”

Redação
Escrito por Redação

Estima-se que existam cerca de 60 mil pessoas com doença de Alzheimer em Portugal. No mundo serão 35,6 milhões de pessoas com Alzheimer, com o número a duplicar até 2030.

A Alzheimer é uma patologia do cérebro de causa desconhecida, com agravamento progressivo, lento e irreversível, que afeta principalmente as funções intelectuais: a compreensão, a orientação, a atenção, o pensamento, a memória. É a forma mais comum de demência, surgindo principalmente a partir dos 65 anos. A doença ataca metade da população a partir dos 85 anos.

O Dia Mundial da Doença de Alzheimer celebra-se a 21 de Setembro, e a Santa Casa da Misericórdia de Vila Verde marca este dia com iniciativas um pouco por todas as unidades. A caminhada “caminhar para recordar”, envolvendo utentes e colaboradores de todas as unidades da Instituição, será um alerta para a falta de apoio para esta doença.

A caminhada simbólica percorrerá as principais ruas de Vila Verde com o intuito de unir e sensibilizar os vilaverdenses para esta causa.

Depois de um “Centro de Bem – Estar da pessoa com Alzheimer” com o apoio da DGS (Direcção Geral de Saúde”, a nossa Instituição está atenta e já tem em curso uma nova candidatura na ARS Norte para uma Unidade de Internamento com capacidade máximo de 20 camas destinada a pessoas com Alzheimer e/ou outras demências.

Os processos são complexos, mas a SCMVV através desta candidatura com os demais em curso, procura integrar a componente social e humana em prol dos utentes, que são a nossa prioridade e a sua dignificação.

“O grande objectivo desta iniciativa, é alertar a comunidade para um problema que se vem a detetar cada vez mais precocemente e que afeta muitos vilaverdenses”, disse Bento Morais, provedor da instituição.

Em todas as unidades irão desenvolver-se iniciativas de estímulo à memoria dos utentes, com música, palestras e momentos de conversa.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação