Destaque Vila Verde

Suspeito de matar o pai em Vila Verde fica em prisão preventiva

(c) DR
Redação
Escrito por Redação

O jovem de 21 anos suspeito de ter assassinado um empresário de Moure, de quem é filho, fica em prisão preventiva enquanto aguarda julgamento, decretou ontem o juiz do Tribunal de Guimarães.

O filho mais novo do malogrado António Costa está desde ontem confinado à cadeia de Braga por suspeitas de homicídio e ocultação de cadáver. Foi capturado em França, para onde terá emigrado depois de cometer o crime.

A Polícia Judiciária de Braga, que está a investigar o caso, aponta ainda responsabilidade para a mãe do agora detido, por ter auxiliado na ocultação do cadáver de António Costa, empresário ligado ao negócio da construção e agricultura.

O cadáver foi encontrado no passado dia 26 de outubro dentro de uma carrinha, junto a uma conhecida empresa de venda de máquinas agrícolas, em Palmeira. Estaria na parte de trás da carrinha com os braços atados e a cabeça tapada com o saco, dando a entender que se tratava de um ajuste de contas.

A vizinhança, em Moure, apelidava o homem como “rude” e que “não tratava bem a família”. Há relatos de que chegou a pôr o próprio sogro dentro da casota do cão por pura chacota.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação