Braga Destaque

Economia. 140 empresários debateram futuro da mobilidade em Braga

O Smart Cities Programme and Chief Information Officer da CEiiA, com o presidente da InvesteBraga durante o encontro com presidente da CM Braga
Redação
Escrito por Redação

O BPI reuniu mais de 140 gestores e empresários do distrito de Braga para debater as oportunidades das ”cidades inteligentes” (SmartCities). Ricardo Rio, presidente da Câmara de Braga, considera que ”a cidade tem conseguido juntar no mesmo tabuleiro todos os protagonistas do desenvolvimento da região”, sejam entidades públicas, privadas ou sociais, sem esquecer “os cidadãos, que fazem parte do processo.”

Braga ocupa o 7.º lugar no índice nacional de Smart Cities, promovido pela Inteli, e é atualmente um laboratório para a inovação, com projetos-piloto de grandes multinacionais tecnológicas na área da gestão da mobilidade urbana e da sustentabilidade.

Ricardo Rio falou no painel que juntou o Presidente da InvestBraga e da Startup Braga, Carlos Oliveira, o ex-Reitor da Universidade do Minho, António Cunha e o responsável do programa Smart Cities do CEiiA, Vladimiro Feliz.

Carlos Oliveira defendeu que “as cidades inteligentes devem criar valor para as pessoas, enquanto cidadãos e decisores, e para as empresas”. Uma ideia partilhada por Vladimiro Feliz que explorou o conceito de “easy cities”, em que tudo acontece de forma ”fácil e ágil para o cidadão”, eliminando as barreiras físicas e digitais, através da tecnologia.

Nesse âmbito, António Cunha, da Universidade do Minho, salientou que “as cidades só serão inteligentes se tiverem conhecimento, e esse é o primeiro papel da Universidade: o de formar pessoas de qualidade para responder a estes desafios e transformações“.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação