Braga Destaque

Braga. “Ocupas” insultam bombeiros porque queriam entrar no palacete que ardeu

Interior do Palacete Domingos Afonso (c) FAS / Semanário V
Fernando André Silva

Está a ser uma manhã complicada para os operacionais que procedem à consolidação de rescaldo do incêndio urbano que destruiu o palacete Domingos Afonso, na Rua do Carvalhal, em Braga.

Ao que apurámos, pelas primeiras horas desta manhã, alguns “ocupas”, em grande maioria toxicodependentes, quiseram entrar no palacete para, alegadamente, recuperar possíveis objetos que lá terão deixado ontem, aquando do fogo.

Segundo comerciantes daquela rua, é habitual ver-se um grupo de mais de uma dezena de pessoas a ocuparem aquele espaço, de forma diária.

O grupo de ocupas chegou mesmo a ameaçar e injuriar os bombeiros por estes não os deixarem entrar nas ruínas do palacete. Posteriormente, o mesmo grupo deslocou-se para as traseiras do edifício, sito no largo da feira, e tentou entrar pelas traseiras, mas acabaram todos novamente barrados pelos bombeiros.

Interior do Palacete Domingos Afonso (c) FAS / Semanário V

Ao local foi chamada a PSP de Braga que disponibilizou agentes para ficarem de vigia naquele local, de forma a impedir entradas furtivas que podem comprometer ainda mais a segurança do espaço, que ameaça ruir em alguns locais.

O rescaldo deve continuar durante todo o dia desta segunda-feira com aquela rua a estar cortada ao trânsito.

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista