Braga Destaque

FDIP vai levar crianças de escolas de Braga a praticar esqui e snowboard

Agência Lusa
Escrito por Agência Lusa

A Federação de Desportos de Inverno de Portugal (FDIP) vai permitir a 1.900 crianças de escolas e a 400 pessoas com deficiência praticarem esqui e snowboard durante um dia, no âmbito do programa Ski 4 All.

A quinta edição da iniciativa, cujas aulas decorrem na Estância da Serra da Estrela e no SkiParque, pista artificial em Manteigas, viu a totalidade das vagas esgotarem em apenas 11 horas, disse hoje Pedro Flávio, vice-presidente da FDIP, durante a apresentação do programa, ano início da noite, na Covilhã.

O projeto começou em 2014, com mil vagas para escolas dos municípios da corda da serra, e estas têm vindo todos os anos a aumentar. Este ano participam instituições e crianças dos primeiro ao terceiro ciclos de escolas de 15 distritos: Castelo Branco, Braga, Lisboa, Coimbra, Porto, Viseu, Guarda, Bragança, Setúbal, Portalegre, Aveiro, Leiria, Santarém, Vila Real e Faro.

Pedro Flávio destaca a componente desportiva e social do Ski 4 All, uma vez que os participantes pagam o valor simbólico de um euro para um dia em que têm acesso às pistas, ao equipamento, alimentação e ao acompanhamento de técnicos credenciados.

Segundo o vice-presidente da FDIP, esta é uma forma de estimular o gosto pelas modalidades de neve.

“Queremos que as crianças saiam daqui com vontade de voltarem a praticar esqui e snowboard. A formação é fundamental e esta forma de o fazer, com crianças que não têm qualquer experiência nestes desportos, é importante para que os desportos de inverno possam crescer”, acentua.

Pedro Flávio sublinha ser também uma forma de detetar possíveis talentos.

“A nível competitivo é um projeto de base. Eles podem evoluir depois nos nossos outros projetos, em que a prática das modalidades tem maior carga horária e vamos conseguir identificar as crianças com maior predisposição para o desporto. Também é possível fazê-lo nestas sessões. Nesses casos ficamos com os contatos e tentamos arranjar forma de essas crianças poderem voltar a experimentar”, vinca o dirigente federativo e responsável de missão nos Jogos Olímpicos de Inverno, em PyeongChang.

Entre as 2.300 vagas foram reservadas 900 para alunos de escolas da Covilhã, por estarem associadas à atividade desde o início e por os estabelecimentos de ensino do concelho onde a FDIP está sediada “estarem muito atentas a este projeto e estarem com vontade de participar”.

Devido ao aumento do número de participantes, o calendário foi alargado. O Ski 4 All começa em 16 de outubro e estende-se até 13 de junho.

A iniciativa realiza-se com o apoio do Programa Nacional Desporto para Todos, que tem como missão a promoção e o desenvolvimento desportivo, a educação para e pelo desporto e a promoção da saúde.

O projeto está também integrado no “Bring Children to the Snow”, da Federação Internacional de Esqui (FIS), que classificou o Ski 4 All, em 2016 e 2018, entre os dez melhores programas do mundo na promoção dos desportos de inverno, frisa a FDIP.

Comentários

Acerca do autor

Agência Lusa

Agência Lusa