Braga Destaque

Furacão Leslie. Braga em aviso vermelho entre as 00h e as 03h de domingo

Redação
Escrito por Redação

O Instituto Português do Mar e Atmosfera (IPMA) acabou de colocar ao final da manhã deste sábado 13 distritos em aviso vermelho, entre os quais o distrito de Braga, que estava já em aviso laranja desde o início da manhã.

O furacão Leslie está a causar ventos fortes com rajadas a atingir os 120 km/h e já se aproxima de Portugal Continental, devendo passar o território entre as 19h e as 8h de domingo.

Segundo o IPMA, para o distrito de Braga, entre as 00h e as 03h deste domingo, as rajadas podem chegar aos 130 km/h. Há ainda probabilidade de 40% das rajadas ultrapassarem esse valor, avança o IPMA.

O IPMA lembra que a passagem do Leslie está marcada ainda pela precipitação e recorda a importância para que sejam seguidas as recomendações e indicações da Autoridade Nacional de Proteção Civil.

MEDIDAS PREVENTIVAS

A ANPC recorda que o eventual impacto destes efeitos pode ser minimizado, sobretudo através da adoção de comportamentos adequados, pelo que, e em particular nas zonas historicamente mais vulneráveis, se recomenda a observação e divulgação das principais medidas de autoproteção para estas situações, nomeadamente:
– Garantir uma adequada fixação de estruturas soltas, nomeadamente, andaimes, placards
e outras estruturas suspensas;
– Ter especial cuidado na circulação e permanência junto de áreas arborizadas, estando
atento para a possibilidade de queda de ramos e árvores, em virtude de vento mais forte;
– Ter especial cuidado na circulação junto da orla costeira e zonas ribeirinhas
historicamente mais vulneráveis a galgamentos costeiros, evitando a circulação e
permanência nestes locais;
– Não praticar atividades relacionadas com o mar, nomeadamente pesca desportiva,
desportos náuticos e passeios à beira-mar, evitando ainda o estacionamento de veículos
muito próximos da orla marítima;
– Garantir a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais e retirada de
inertes e outros objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre
escoamento das águas;
– Adotar uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo especial cuidado com a
possível acumulação de neve e formação de lençóis de água nas vias;
– Não atravessar zonas inundadas, de modo a precaver o arrastamento de pessoas ou
viaturas para buracos no pavimento ou caixas de esgoto abertas;
– Estar atento às informações da meteorologia e às indicações da Proteção Civil e Forças
de Segurança.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação