Destaque País

Governo muda ministros na Cultura, Saúde e Economia, para além da Defesa

DR
Redação
Escrito por Redação

Marcelo Rebelo de Sousa aceitou a “exoneração dos atuais ministros da Cultura, da Saúde e da Economia, a seu pedido, e dos ministros Adjunto e do Ambiente”, que acompanham a saída de Azeredo Lopes da Defesa.

De acordo com a nota da Presidência da República, os novos ministros são:

– Ministro Adjunto e da Economia, Pedro Gramaxo de Carvalho Siza Vieira;

– Ministro da Defesa Nacional, João Titterington Gomes Cravinho;

– Ministra da Cultura, Graça Maria da Fonseca Caetano Gonçalves;

– Ministra da Saúde, Marta Alexandra Fartura Braga Temido de Almeida Simões;

– Ministro do Ambiente e da Transição Energética, João Pedro Soeiro de Matos Fernandes.

Luís Filipe Carrilho de Castro Mendes, sai a seu pedido; como também Adalberto Campos Fernandes, ministro da Saúde, e ainda Manuel Caldeira Cabral, na Economia.

Os ministros Adjunto e do Ambiente são exonerados para tomarem de novo posse com outras pastas. Siza Vieira acumula o título de ministro Adjunto com a Economia.

Com esta remodelação, António Costa alarga o número de mulheres à frente dos ministérios: cinco, num total de 17 ministros.

A tomada de posse terá lugar amanhã, segunda-feira, 15 de outubro, pelas 12h00, no Palácio de Belém.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação