Braga Destaque

School Bus reduziu o fluxo de trânsito em 200 carros em hora de ponta

Mariana Gomes
Escrito por Mariana Gomes

No total, são menos 200 veículos que circulam na cidade em hora de ponta, o que significa uma poupança diária de 14 Km por carro em viagens, considerando apenas o serviço da manhã, o que representa menos 1,83Kg de CO2 por carro diariamente, ou seja, 366 kg de CO2 por dia.
O School Bus tem como principal objetivo reduzir o congestionamento automóvel no perímetro dos estabelecimentos escolares. Segundo referiu Ricardo Rio, “este não é um serviço de transporte escolar, não é para todas as instituições, é para aquelas que provocam um condicionamento forte na circulação de trânsito na malha central da cidade e com isso estamos a cumprir com o objetivo de aliviar o trânsito no centro da cidade”.

Já estão inscritas um total de 397 crianças de seis escolas da zona central de Braga, estando o serviço disponível para a EB 2,3 Francisco Sanches, a EB 2,3 André Soares, o Colégio D. Diogo de Sousa, o Colégio Leonardo Da Vinci, o Colégio Teresiano e o Conservatório de Música Calouste Gulbenkian. 378 são alunos do ensino básico e 19 do ensino secundário com irmãos a frequentar estas escolas básicas. O School Bus liga as quatro principais entradas de Braga às escolas, com paragens na Avenida Robert Smith, em Maximinos, na Variante do Fojo e junto ao Estádio Municipal.

“A cidade de braga, tal como todos os meios urbanos com esta densidade populacional, confrontam-se com um problema claro que é o congestionamento do trânsito na zona envolvente aos equipamentos escolares. Como é natural na hora de ponta, de chegada e saída dos alunos, os pais que vêm trazer ou os familiares são a principal fonte de criação de tráfego nessas zonas”, explicou Ricardo Rio após a viagem “inaugural” do School Bus deste ano letivo, apesar de já estar em funcionamento desde o dia 17 de setembro. Enfatizou, ainda, que o que está em causa é encontrar uma solução que permita reduzir o trânsito, “e a solução do School Bus não é uma solução de transporte escolar, nunca poderá ser entendido como tal, é uma solução de supressão de trafego na zona envolvente aos equipamentos escolares, criando algo que vai beneficiar diretamente os alunos, as famílias e outros agentes ligados à comunidade educativa”.

Este é um projeto que a Câmara de Braga assumiu como prioritário e que foi experimentado o ano passado durante a Semana Europeia da Mobilidade e implementado este ano “em caracter permanente”. Foi 100% financiado pelo Município de Braga e tem como um segundo objetivo, além da redução do fluxo de trânsito, “sensibilizar os jovens para a utilização dos transportes públicos, o que é fundamental para promover uma outra cultura em termos de mobilidade para as gerações vindouras”, adiantou Ricardo Rio.

Além do alívio no trânsito, “é uma redução do stress para os pais e para os filhos que chegam garantidamente a horas com este serviço e, portanto, é algo que cumpre os objetivos de todas as partes envolvidas”, continuou.

Ainda Miguel Bandeira, vereador do Urbanismo da Câmara de Braga, visou que “a ideia do School Bus não é de substituir os transportes urbanos, a ideia é aproveitar os lugares de interface onde é possível fazer a troca do automóvel para o autocarro, precisamente para descongestionar os lugares que queremos atacar”.

O projeto School Bus apresenta-se como a medida com maior impacto na alteração de comportamentos de mobilidade e o serviço irá decorrer até ao final do ano letivo 2018/2019. A meta, a curto prazo, é atingir 450 inscritos, que representará menos 400 automóveis por dia, o que significa menos 732Kg de CO2 por dia.

Comentários

Acerca do autor

Mariana Gomes

Mariana Gomes

Jornalista