Braga Desporto Destaque Vila Verde

Tiago Sá: “O dérbi com o Vitória é especial para mim porque sou braguista”

Tiago Sá (c) Luís Ribeiro / Semanário V
Fernando André Silva

Tiago Sá, de 23 anos, vive um momento bom na carreira como futebolista, ao ter assumido a titularidade da baliza do Sporting Clube (SC) de Braga nos jogos do campeonato nacional da I Liga, levando o registo impressionante de apenas um golo sofrido em quatro jogos.

Se a aposta de Abel Ferreira continuar, o guardião natural de Moure, Vila Verde, vai jogar um dérbi especial, frente o Vit. de Guimarães, esta sexta-feira à noite.

“Já joguei muitos dérbis na formação, e este encontro é especial. Sente-se uma mística e um ambiente diferente por serem dois clubes rivais desde sempre. É um jogo naturalmente especial. Já joguei na formação e na II LIga, mas é mais especial para mim porque sou braguista e vivo com mais intensidade. Este vai ser o primeiro na liga principal e encaro com normalidade”,

Tiago Sá (c) Luís Ribeiro / Semanário V

Tiago é adepto do Braga desde 2002

Em entrevista exclusiva disponível na edição impressa desta semana do Semanário V, Tiago Sá revela que é adepto do Braga desde 2002, altura em que começou a ter as primeiras memórias de futebol, após uma tia [Sofia] o ter começado a levar os jogos no velhinho 1.º de Maio.

“As primeiras memórias de futebol foi em 2002, quando comecei a ir ao Primeiro de Maio. Depois trocaram para o Estádio AXA e eu continuei a ir ver os jogos. Sou adepto do Braga desde criança. As primeiras memórias são de ver o Braga no estádio e a partir daí sempre acompanhei. Vi quase todos os jogos do Braga em casa, com a minha tia Sofia. Foi com ela que aprendi a gostar de futebol e do clube. E como aos 10 anos comecei a jogar no clube, isso também me tornou braguista”, atira, revelando que é a massa adepta que pode fazer a diferença na grandeza de um clube.

“É importante para o clube ter cada vez mais adeptos. É um dos pontos principais para um clube ser considerado grande. Títulos e massa associativa. E o Braga tem crescido nos últimos anos mas sei que ainda vai crescer mais. Mais gente no estádio, mais braguistas na cidade. Antigamente eram de outro clube mas gostavam do Braga por serem da cidade, mas isso vê-se cada vez menos. Cada vez mais os adeptos são braguistas, especialmente os jovens, e isso é um trabalho que tem sido feito pelo Braga que vai às escolas e não só. É um trabalho que tem dado frutos. Os jovens vivem cada vez mais o clube e estão mais unidos com o clube e isso pode ajudar a ter resultados, que têm aparecido. As coisas só têm que andar em frente”.

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista