Braga Destaque

Acusado de disparar sobre vizinhos em Braga diz que apenas quis “dar uma lição”

Redação
Escrito por Redação

Um homem acusado de tentativa de homicídio por ter disparado sobre dois vizinhos em Braga, em outubro de 2017, negou esta segunda-feira qualquer intenção de matar, confessando que apenas quis “dar uma lição” às vítimas.

No início do julgamento, no Tribunal de Braga, o arguido, de 49 anos, assumiu a autoria de nove disparos de caçadeira, mas sublinhou que escolheu “os cartuchos mais fraquinhos” de entre os cerca de 350 que tinha em casa e que apontou para o chão/portão e não para os vizinhos, entre os quais estava um conhecido médico-dentista da cidade.

“Tinha em casa zagalotes e balas, mas carreguei a arma com os cartuchos mais fraquinhos. Aquilo não mata, eu nunca quis matar ninguém, apenas queria dar-lhes uma lição”, referiu.

Disse que já não falava há uns seis anos com os vizinhos, irmãos, que estes “faziam pouco” dele e que uns dias antes dos disparos tinham tido novos desentendimentos, por causa do retrovisor de um carro.

O arguido acrescentou que, no dia dos factos, 26 de outubro, os dois vizinhos e outros dois homens o esperaram à porta de casa, na rua Sá de Miranda, na cidade de Braga, tendo então sido agredido a murro e pontapé.

“Fugi e perdi o juízo”, contou. Foi a casa, pegou na caçadeira do pai, carregou-a e efetuou “nove disparos”, mas, sublinhou, nunca apontando para as vítimas.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação