Braga Destaque Vila Verde

Redes sociais queixam-se de filas com quilómetros na variante do Cávado

Fila matinal na entrada em Braga / Foto: Márcia Martins / Moina na Estrada
Fernando André Silva

Chegou a chuva e com ela aumentaram as filas matinais na saída Norte da variante do Cávado, direção Prado / Braga.

Vários utilizadores daquela via têm inundado as redes sociais com fotografias, ao longo dos últimos dois dias, do estado do trâfego automóvel entre as 7h30 e as 9h da manhã, naquela saída da Variante do Cávado.

O problema do elevado trânsito tem-se verificado com maior intensidade ao longo dos últimos dias, depois da chegada da chuva e, com ela, de vários acidentes ou percalços que têm piorado o avanço automóvel nas entradas da cidade.

Fila chega ao Nova Acarda / Foto: Rui Faria / Moina na Estrada

Se outros pontos são também críticos na zona sul, como o acesso por Celeirós ou pela Av. António Macedo – Túnel da Estação, a Variante do Cávado será onde se registam as maiores filas, tanto em extensão como em tempo de espera.

Uma das soluções apresentadas pela Câmara de Braga para descongestionar o trânsito foi a abertura de um troço, junto ao Nova Arcada, de acesso a à Estrada Nacional 201 e, supostamente, com ligação a Frossos. No entanto, apesar da ‘novidade’ deste ano, o trânsito parece ter aumentado na variante. Esse novo troço, que deverá ligar futuramente também a Ferreiros, ficou estagnado em Merelim.

Outra das possíveis soluções apresentadas pela autarquia, que está pendente face a negócios com o proprietário, é a expropriação de um terreno na zona de Infias, onde se situa o nó de acesso às variantes [Cávado, Braga Parque, Hospital], estando o mesmo ainda longe de ficar resolvido.

Enquanto não é apresentada qualquer solução, os condutores vão desesperando em longas filas ao início da manhã e ao final da tarde, como nos dão conta através das redes sociais.

Projeto “Kiss & Go” melhorou mas continua a falta de civismo

A autarquia implementou lugares “Kiss & Go” junto aos colégios da cidade, que são muitas vezes apontados como uma das origens para as filas de acesso ao centro da cidade, uma vez que os pais levam os filhos às escolas e deixam os carros na via, ficando naquela situação durante largos minutos, originando filas de trânsito.

Dois dos colégios estão situados perto da rotunda de Infias, que por sua vez “atrasa” o nó de Infias no acesso às variantes, congestionando também a variante do Cávado.

Apesar da adesão ao projeto da Câmara, muitos automóveis continuam a estacionar no meio da via, obstruindo o trânsito, algo que tem também provocado reações nas redes sociais.

“Quando determinadas pessoas, deixarem de estacionar o seu carro a belo prazer em plena via para recolher os filhos, deixarem de estacionar os carros ao lado dos pilaretes nas rotundas, em segundas filas para ir à pastelaria, paragens de autocarro ou em cima dos passeios e jardins, talvez o trânsito comece a fluir melhor nestas zonas. Enquanto continuarem a transgredir o código da estrada e acima de tudo, forem completamente irresponsáveis enquanto condutores, cidadãos e pais, nada vai melhorar”, escreveu um utilizador no grupo de Facebook “Fórum Cidadania Braga”.

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista