Destaque Vila Verde

“Câmara gastou um milhão para andar a tapar buracos”, diz José Morais (PS)

DR
Redação
Escrito por Redação

José Morais, vereador municipal e líder do Partido Socialistas de Vila Verde (PS/Vila Verde) disse hoje que o executivo Social Democrata (PSD) da Câmara de Vila Verde gastou “mais de um milhão de euros” em betuminosos ao longo dos últimos anos, para depois “andar a tapar buracos”. Em comunicado, o socialista aponta “remendos nas estradas” e critica a Câmara por colocar funcionários municipais a fazer um trabalho que não lhes devia caber – o de “tapar buracos”.

“Para além do milhão de euros, há ainda a acrescentar muitos outros custos, com destaque para os custos com a mão de obra, já que os trabalhos são feitos pelos funcionários da autarquia”, diz José Morais, rematando que esta medida “é o que poderíamos chamar a política do tapa buracos”.

“Com esta política nunca conseguimos ter as nossas estradas devidamente transitáveis. Este dinheiro daria para arranjar em definitivo duas estradas municipais, incluindo a colocação de tapete de asfalto, valetas e rails. Se a este valor de mais de um milhão de euros juntássemos as poupanças em algumas festas, ajustes diretos e outras que propusemos, estariam encontrados os recursos financeiros para resolver os problemas de todo o traçado municipal”, acrescenta o vereador socialista.

“Vila Verde não tem uma rede viária municipal moderna e os problemas do trânsito agravam-se de dia para dia”, acrescenta, relembrando as propostas apresentadas em reunião de executivo municipal para tentar “resolver o problema já a partir do próximo ano”.

“Dissemos claramente onde ir buscar o dinheiro para resolver em definitivo o problema, uma boa parte das verbas viria de poupanças nos maus gastos da autarquia), mas a maioria do PSD votou contra as nossas propostas e prefere continuar com esta política irracional de ir tapando buracos em vez de resolver o problema que não daria preocupação pelo menos durante as duas próximas décadas”, diz o comunicado.

“Como as nossas propostas foram recusadas em reunião de câmara, fazemos agora um apelo público ao presidente de câmara para que mude as suas prioridades políticas. Queremos que a câmara ataque de frente o problema das más condições das estradas municipais, optando por soluções definitivas e não por soluções provisórias de tapa buracos. Só assim conseguiremos ter um concelho moderno, onde os vila-verdenses tenham qualidade de vida e que as pessoas gostem de visitar e escolham para trabalhar”, vinca o vereador socialista da Câmara de Vila Verde.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação