Destaque Vila Verde

Cemitério Municipal de Vila Verde lotado obriga a sepultar no passeio

(c) FAS 7 Semanário V
Fernando André Silva

O cemitério de Vila Verde está lotado e a última sepultura a ser aberta está situada num passeio calcetado. Câmara quer retirar passeio criar ali uma nova fileira de sepulturas para combater falta de espaço. Negociações com vizinhos para compra de terreno para o alargamento estão em banho-maria.

O cemitério de Vila Verde está lotado desde maio deste ano, quando o último lote de terra disponível foi utilizado para abrir uma sepultura. Desde então, as negociações para o alargamento do mesmo não conheceram grandes desenvolvimentos e a solução arranjada para continuar a abrir sepulturas é a eliminação do passeio que divide as duas seções do cemitério municipal, à responsabilidade da Câmara de Vila Verde.

Na última semana, foi aberta uma sepultura em cima desse mesmo passeio, calcetado, para realizar o enterro de um octogenário de Vila Verde. Fonte da família disse ao Semanário V que “não houve qualquer problema” em ser aquele o local escolhido. “O que nos disseram é que vão abrir ali uma fileira de sepulturas onde está o passeio e a nossa não vai ficar ali sozinha”, disse a mesma fonte.

Ao que o Semanário V apurou junto de fonte da autarquia de Vila Verde, essa ideia é mesmo para levar avante. “Em breve vamos retirar a calçada para construir mais sepulturas. Sobra espaço ainda para fazer um corredor de passagem entre os dois lanços”, referiu.

A ideia surge como um improviso face ao não avanço das negociações com os proprietários de terrenos vizinhos que, segundo a mesma fonte autárquica, “não querem ceder espaço”. A mesma fonte diz mesmo que a solução poderá passar pela expropriação, mas, para já o “remedeio” foi mesmo ‘escavar’ em cima da calçada enquanto o projeto de alargamento não “desencravar”.

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista