Destaque Vila Verde

Santa Casa de Vila Verde exemplo em segurança do utente

Hospital de Vila Verde (C) Luís Ribeiro / Semanário V
Redação
Escrito por Redação

A União das Misericórdias Portuguesas realizou as Jornadas de Cuidados Continuados Integrados, nos dias 7 e 8 de novembro em Fátima, no Centro João Paulo II.

O objectivo deste encontro foi promover o debate e a partilha sobre a realidade das Misericórdias Portuguesas em relação aos Cuidados Continuados e à sua experiência na Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI).

DR

Atualmente as Misericórdias disponibilizam 4.259 camas para a RNCCI de um total de 117 unidades, o que representa cerca de 51% da capacidade desta rede, contando a Misericórdia de Vila Verde com 33 camas em unidade de longa duração e manutenção, 33 camas em unidade média duração e reabilitação e ainda 17 camas de convalescença.

Dentro desta temática, a Santa Casa de Vila Verde, foi convidada a explicar a organização dos Serviços farmacêuticos e do circuito do medicamento nas unidades de cuidados continuados.

“Foi uma partilha de experiências muito enriquecedora para todas as Misericórdias presentes. O nosso foco está na segurança do doente com procedimentos implementados para garantir as boas práticas no uso de medicamentos na nossa instituição, o que nos permitiu obter o grau de excelência clínica no âmbito das cirurgias pelo SINAS”, refere Liliana Gomes, diretora da Farmácia da Misericórdia de Vila Verde.

DR

A Misericórdia de Vila Verde assume a vanguarda na aquisição de equipamentos que permitem a monitorização das condições de conservação dos medicamentos e dispositivos médicos, da divisão dos medicamentos em unidose, da identificação dos medicamentos em todos os serviços e muito focados no controlo da resistência aos antimicrobianos com implementação do programa de apoio ao controlo de infeção e resistência aos antimicrobianos.

O crescente envelhecimento da população exige uma maior oferta de serviços de cuidados continuados, bem como o desenvolvimento de competências específicas nos vários níveis técnicos e estruturais e ambientais adaptadas a esta realidade e que dêem a melhor resposta às necessidades que surgem.

Conscientes deste impacto, as Misericórdias têm estado a trabalhar continuamente para o desenvolvimento de estruturas adequadas, em termos de apoio domiciliário, centro de dia e/ou unidades de longa duração, assentes em planos de reabilitação adequados às necessidades da população e com capacidade de apoio na manutenção de atividades e de integração social.

Hospital de Vila Verde (C) Luís Ribeiro / Semanário V

Para a melhoria contínua destes serviços, as Misericórdias defendem também a realização de auditorias assentes num modelo único com profissionais com competências para o efeito.

No âmbito das demências, a Santa Casa de Vila Verde foi representada pela diretora técnica do Lar de Vila Verde, pois a instituição está com um projeto nesse âmbito, e já no processo de Alzheimer, com o fim do financiamento, houve reintegração dos utentes e dos colaboradores.

As Jornadas de Cuidados Continuados Integrados da UMP reuniram cerca de 350 participantes e contaram com a presença do presidente da Câmara de Ourém, Luís Miguel Albuquerque, com o reitor do Santuário de Fátima, Carlos Cabecinhas, e com o presidente da UMP, Manuel de Lemos. O secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Francisco Ramos, teve a cargo o encerramento do evento.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação