Amares

Vaivém Oceanário “aterrou” em Amares

DR
Redação
Escrito por Redação

O projeto de responsabilidade social do Oceanário de Lisboa em movimento tem como porto de abrigo, até ao próximo dia 17 de novembro, o Município de Amares.

O Vaivém Oceanário já se encontra estacionado na Praça do Comércio, em Ferreiros, com o intuito de promover o conhecimento dos oceanos e sensibilizar a comunidade para a conservação do património natural. O projeto oferece um conjunto de ações lúdicas e pedagógicas de descoberta do mundo marinho.

As primeiras ações dedicadas às escolas arrancaram, esta manhã, e decorrem até ao próximo dia 16 de novembro. Pelo meio, vai ser realizado um workshop para professores e educadores e a terminar a estadia no concelho as portas vão estar abertas ao público em geral no dia 17 de novembro.

As inscrições são gratuitas mas obrigatórias podendo ser efetuadas através do link, para a sessão destinada a professores e educadores, e através do link, ou presencialmente na Galeria de Artes e Ofícios, para a população em geral.

DR

A iniciativa promovida pela Câmara Municipal de Amares, através do pelouro do Ambiente, e pelo Oceanário de Lisboa convida assim toda a população local a participar nas suas diversas atividades e a compreender como o oceano nos influencia, o nosso impacto no oceano e qual é o nosso papel na sua conservação.

“Embarque na descoberta do maior ecossistema do nosso planeta, residência de mais de 238 000 espécies marinhas e onde há muito por revelar e explorar. Apure os seus sentidos, parta numa viagem de ida e volta para todos os tamanhos e saiba como pode ajudar a combater uma das maiores ameaças que o oceano enfrenta: o plástico”, é o desafio lançado aos visitantes.

Paralelamente, a Galeria de Artes o Ofícios tem patente uma mostra de fotografias alusivas à exposição interativa referente à Rede Natura 2000, que tem vindo a ser divulgada na Abadia, e que pode com recurso a novas tecnologias ser explorada pelos visitantes para que fiquem a conhecer um pouco mais sobre as espécies ali retratadas.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação