Braga

Vice-reitor da UMinho doutor honoris causa na Universidade de Bucareste

Redação
Escrito por Redação

Rui L. Reis, diretor do Grupo 3B’s – Instituto de Investigação em Biomateriais, Biomiméticos e Biodegradáveis (I3Bs) da Universidade do Minho, foi distinguido hoje, dia 15, com o título de doutor honoris causa pela Universidade Politécnica de Bucareste (UPB), na Roménia. A cerimónia realizou-se no salão nobre daquela instituição, contando com várias personalidades, incluindo o reitor da UMinho, Rui Vieira de Castro. Este é o segundo doutoramento honoris causa atribuído ao professor da UMinho, que já tinha recebido esta distinção em 2010 pela Universidade de Granada (Espanha).

O doutoramento honoris causa agora atribuído foi proposto pela Faculdade de Ciência de Materiais e aprovado por unanimidade pelo senado da UPB. Resulta da liderança internacional de Rui L. Reis no âmbito da medicina regenerativa e engenharia de tecidos humanos, biomateriais e células estaminais. “O professor Rui Reis tem sido fundamental, não só na ciência de materiais e na indústria, mas também nos aspetos empresariais, políticos e sociais. Este cientista da UMinho contribuiu largamente para esta área, como líder e pioneiro, em várias atividades estruturantes na aplicação da ciência de materiais, particularmente ao nível europeu, onde liderou/a alguns dos maiores projetos de investigação”, afirmam os representantes da UPB. “Os jovens sentem necessidade de seguir modelos inspiradores e o professor Rui Reis tem uma personalidade extraordinária e motivacional, traduzida no papel de liderança nas várias atividades em que se envolve. Esta distinção considera os seus contributos no progresso da engenharia de materiais aplicada à medicina, incluindo a forma como encara a responsabilidade social e a sua visão para a estratégia aplicada nas posições e nos cargos que ocupa”, acrescentam.

Nascido há 51 anos no Porto, Rui L. Reis é vice-reitor para a Investigação e Inovação na UMinho e diretor do Grupo 3B’s e do Laboratório Associado ICVS/3B’s da mesma instituição. É ainda fellow de Ciência e Engenharia de Biomateriais e de Engenharia de Tecidos e Medicina Regenerativa, da Aliança Europeia para a Engenharia e Ciência Médica e Biológica, do Instituto Americano para a Engenharia Médica e Biológica e membro da Academia Nacional de Engenharia, nos EUA. É diretor do Instituto Europeu de Excelência em Engenharia de Tecidos e Medicina Regenerativa e coordenador do The Discoveries Centre – Centro de Excelência em Medicina Regenerativa e de Precisão, financiado com 15 milhões de euros pela Comissão Europeia e coordenado pela UMinho, com a parceria da University College London (UCL) e de quatro universidades portuguesas.

O investigador é também responsável por projetos que somam um financiamento de 45 milhões de euros. Rui L. Reis preside à Sociedade Internacional para a Engenharia de Tecidos e Medicina Regenerativa e é editor do “Journal of Tissue Engineering and Regenerative Medicine”. Tem 1112 publicações listadas na ISI Web of Knowledge, índice h de 82 e cerca de 60 patentes, que originaram diversas empresas e angariaram investimentos consideráveis. Já foi distinguido com vários prémios ao longo da sua carreira, destacando-se os dois maiores galardões da Sociedade Europeia de Biomateriais, o Jean Leray e o George Winter Award, e ainda dois grandes prémios atribuídos pelas contribuições para a literatura científica, nomeadamente o Clemson Award, da Sociedade Americana de Biomateriais, e a distinção da TERMIS-EU. Em 2018 são de realçar o Prémio Internacional UNESCO de Investigação em Ciências da Vida e o Harvey Engineering Research Award, atribuído pela Institution of Engineering and Technology.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação