Vila Verde

António Vilela ilibado no caso das duplas multas de estacionamento

António Vilela (c) FAS / Semanário V
Fernando André Silva

António Vilela foi ilibado dos crimes de prevaricação e desobediência no caso das duplas multas de estacionamento em Vila Verde.

O autarca viu o despacho do Tribunal da Relação de Guimarães que indica a não pronunciação para julgamento por considerar que António Vilela não atuou “com dolo” em todo o processo.

O presidente da Câmara de Vila Verde estava acusado pelo Ministério Público de ordenar os fiscais da autarquia para que não multassem os automobilistas que já tivessem um aviso de incumprimento da SociParque, sociedade gestora dos pacómetros, ordens essas confirmadas pelos próprios fiscais durante o primeiro interrogatório.

A acusação referia que esta ordem prejudicava o erário público em mais de um milhão de euros, estando perante o crime de prevaricação e de desobediência a uma ordem do tribunal, que tinha ordenado que os fiscais municipais passassem contra-ordenação por cima do aviso de incumprimento da Sociparque.

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista