Braga Destaque

GNR do Porto faz 17 detidos por assalto. Roubavam também em Braga e Vila Verde

https://semanariov.pt/2018/11/20/acidente-em-braga-faz-cinco-feridos/
Redação
Escrito por Redação

O Comando Territorial da GNR/Porto anunciou hoje a detenção de 17 pessoas suspeitas da prática de furtos e roubos em estabelecimentos comerciais, em stands de automóveis, residências e em postos de abastecimento de combustíveis, em cinco distritos.

Em comunicado, a GNR esclarece que os indivíduos, com idades entre os 20 e os 63 anos, foram detidos nos distritos do Porto e de Aveiro.

Nesta operação, concretizada pelo Núcleo de Investigação Criminal de Vila Nova de Gaia, foram também apreendidos seis veículos, uma máquina de produção de matrículas automóveis, diversas chaves de veículos automóveis, oito armas e algumas dezenas de munições, cerca de 500 maços de tabaco, um drone, vários telemóveis, ‘tablets’ e computadores, diversas ferramentas utilizadas na prática dos furtos e roubos e cerca de 30 mil euros em numerário.

De acordo com a GNR, os crimes foram praticados nos distritos de Aveiro, Porto, Braga, Santarém e Viana do Castelo. Fonte da GNR indicou ao Semanário V que este grupo é suspeito de assaltos a cafés em Braga e em Vila Verde, para além de roubos com recurso a arma de fogo, como a uma ourivesaria em Ponte de Lima.

No âmbito da investigação que durava há cerca de oito meses, os militares realizaram um total de 78 buscas, das quais 46 domiciliárias, 26 em veículos e seis em estabelecimentos comerciais (cafés e restaurantes).

A GNR refere ainda que ao longo da investigação foram recuperadas e devolvidas aos proprietários 25 viaturas furtadas, de gama média-alta, constituídos arguidos 21 indivíduos, detidos outros três, com a aplicação da medida de coação de prisão preventiva a dois deles, sendo ainda apreendidas três viaturas utilizadas na prática dos crimes, 600 maços de tabaco e cerca de cinco mil euros.

Os detidos, com antecedentes criminais pela prática do mesmo tipo de crimes, estão nas instalações da GNR e serão presentes hoje a primeiro interrogatório judicial no Tribunal Judicial da Comarca de Gondomar.

A operação envolveu 180 militares de diversas valências da GNR e contou com a colaboração da Polícia de Segurança Pública

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação