Braga Destaque

Ministério Público de Braga arquiva três processos contra Mesquita Machado

Redação
Escrito por Redação

Mesquita Machado, antigo presidente da Câmara de Braga, viu o Ministério Público arquivar três processos que o envolviam, um sobre a construção da piscina olímpica, outro sobre a constituição da empresa SGEB e ainda sobre o perdão de uma dívida de 500 mil euros na fatura da eletricidade ao SC Braga.

Segundo avança o jornal O MINHO, no despacho do arquivamento, o MP não terá encontrado provas do crime de prevaricação em nenhum dos casos.

O caso mais mediático remonta a uma parceria público-privada [SGEB] que geria os equipamentos desportivos em Braga. O atual presidente da Câmara de Braga, Ricardo Rio, considerou aquela parceria como “ruinosa” para as contas do município, implicando um pagamento de 180 milhões de euros ao longo de 20 anos.

Aquela parceria serviu para construir 34 equipamentos, na sua grande maioria instalação de relvados sintéticos nas freguesias. Na empresa estavam envolvidas duas empresas privadas – ABB e Arlindo Correia, SA, que forneceram 12,5 milhões de euros de empréstimo com juros anuais a 7,35%, ao encargo do município. O MP concluiu que a taxa de juro era aceitável, não vislumbrando indícios de crime.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação