Braga Destaque

Vereador da Câmara de Braga lança livro que retrata a cidade em imagens

Mariana Gomes / Semanário V
Mariana Gomes
Escrito por Mariana Gomes

Braga já tem um livro que retrata as expressões que nos identificam enquanto cidade, como ‘Ver Braga por um canudo’, ‘Mais velho que a Sé de Braga’ ou ‘És de Braga?’. O livro ‘Braga Cidade Bimilenar’, é um “representante visual” de Braga, que ilustra o património da cidade com cerca de dois mil anos de história, a sua cultura e “os hábitos das suas gentes”.

A sessão de apresentação do livro, da autoria do vereador Miguel Bandeira, dos pelouros do urbanismo, planeamento e património da Câmara de Braga, e de Libório Manuel Silva, responsável pelas fotografias, levou dezenas de convidados ao Theatro Circo, esta sexta-feira.

O vereador Miguel Bandeira, autor do livro, descreve-o como “um livro de fotografia de elevada qualidade, que tem por tema a nossa cidade dentro da perspetiva dos seus dois mil anos de história”, uma característica particular de Braga, que distingue a cidade de outras cidades portuguesas ou europeias, “e faz de Braga um local único que tem um património extraordinário, um património não só material, mas também imaterial”, continua.

O vereador identifica-se como “apenas o autor do texto”, texto esse que acompanha as fotografias e pretende mostrar, “de um modo impressivo e emotivo” a cidade que identifica e une os residentes. Continua, acrescentando que “o livro, de alguma maneira, é um embaixador de Braga, do seu património, e que nos traz, por via da imagem um profundo orgulho, um orgulho que não deve ser egoísta, deve ser de exaltação que é a nossa cidade”.

O propósito do livro é, através das imagens, descobrir muitas tradições, “a partir de expressões físicas da arquitetura dos espaços públicos”. Miguel Bandeira prossegue, afirmando que o património de Braga é “tão rico”, que não está tudo retratado no livro, “mas sem dúvida que estão os testemunhos e os pontos referenciais mais importantes, não só daquilo que nos identifica enquanto cidadãos de Braga, mas também daqueles que nos visitam, daqueles que nos conhecem ou nos procuram conhecer melhor”.

Miguel Bandeira identifica um dos principais pontos-chave do livro, como sendo a “relação que existe das imagens com alguns dos mitos que temos e que são expressos através daquelas frases que todos nós conhecemos e que todos os que nos visitam também conhecem, o ‘porta aberta’, o ‘braga por um canudo’, a ‘Roma portuguesa’ e outras expressões que sendo populares têm diferentes apreensões e diferentes significados, mas são comuns e toda a gente as identifica como marcadores de referência do nosso ser bracarense”.

O Presidente da Câmara de Braga, que também marcou presença na cerimónia de apresentação do livro, descreve-o como “um trabalho que marca pela diferença”, afirmando que “vai ser, seguramente, um sucesso e vai levar Braga, não apenas às casas dos bracarenses, mas pelo mundo fora”.

Em 128 páginas, os autores representam Braga, uma cidade pagã e cristã, à base de fotos, da autoria do fotógrafo Libório Manuel Silva. O livro, da editora Centro Atlântico, custa cerca de 28€ e foi lançado em dois idiomas – Português e Inglês.

Comentários

Acerca do autor

Mariana Gomes

Mariana Gomes

Jornalista