Vila Verde

Bombeiros de Vila Verde também protestaram contra reforma do Governo

DR
Redação
Escrito por Redação

Alguns operacionais dos Bombeiros de Vila Verde participaram este sábado numa manifestação que reuniu perto de 3.000 bombeiros na Praça do Comércio, em Lisboa. O atual vice-presidente e futuro presidente da AHBVVV, Paulo Renato Rocha, também marcou presença na ‘manif’ que reuniu perto de 90% das corporações voluntárias do país.

Na base do protesto deste sábado estão as propostas aprovadas na generalidade pelo Governo em 25 de outubro na área da proteção civil, sendo a que merece maior contestação das corporações de bombeiros a que contempla alterações à lei orgânica da Autoridade Nacional de Emergências e Proteção Civil, futuro nome da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).

Segundo o presidente da Liga de Bombeiros, entidade promotora desta manifestação, o primeiro-ministro, António Costa, montou um “lobby sectário, corporativista” através da Agência para a Gestão Integrada de Fogos Rurais (AGIF), criada na sequência dos incêndios de 2017.

Para Jaime Marta Soares, o Governo pretende colocar os bombeiros voluntários “num papel secundário” com estas alterações. A LBP considera a nova lei orgânica da ANPC “completamente desajustada da realidade do país”, que “interfere na autonomia” das associações humanitárias dos bombeiros.

A proposta do Governo da Lei Orgânica da atual ANPC prevê a criação cinco comandos regionais e 23 sub-regionais de emergência e proteção civil em vez dos atuais 18 comandos distritais de operações e socorro, além da criação de um Comando Nacional de Bombeiros com autonomia financeira e orçamento próprio, cujo responsável máximo será designado depois de ouvida a LBP.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação