Destaque Vila Verde

Última hora. Governo vai requalificar EN 101 em 2019

Fernando André Silva

O Governo vai avançar com uma “grande reparação” do troço da Estrada Nacional (EN) 101 que atravessa o concelho de Vila Verde, em investimento milionário. A garantia foi dada esta terça-feira em Lisboa, pelo próprio Guilherme d’Oliveira Martins, secretário de Estado das Infraestruturas, numa reunião proporcionada pelo coordenador dos deputados do Partido Socialista (PS) pelo Distrito de Braga, Joaquim Barreto.

A requalificação deverá arrancar ainda durante o ano de 2019, sendo o concurso público lançado a breve prazo, anunciou ainda aquele governante, revelando que o total de investimento nesta empreitada deverá rondar os 8 milhões de euros.

O anúncio foi feito durante uma reunião daquele secretário de Estado com o vereador do Partido Socialista (PS) de Vila Verde, José Morais, e o presidente da Junta de Soutelo, Filipe Silva. Na mesa estiveram dois assuntos na agenda: a requalificação da EN 101 e a construção da variante à mesma estrada.

No entanto, já estaria previsto incluir a obra nos planos do Governo em 2019 desde uma reunião levada a cabo por José Morais, Filipe Silva e o presidente da Junta da Loureira, Pedro Dias, com o mesmo secretário de Estado, como atesta a carta enviada por aquela entidade ao coordenador distrital do PS em Braga.

“Esta é uma excelente notícia para Vila verde”, refere José Morais ao Semanário V, após tomar conhecimento da decisão. “É mais uma vitória dos vila-verdenses e uma enorme conquista para a nossa terra”, acrescenta, afirmando ser “fundamental que os políticos percebam quais são os interesses das populações e do concelho e a partir daí tudo fazerem para encontrarem soluções para os problemas”.

“A intervenção terá impacto direto em várias freguesias do concelho e será de grande utilidade para todos os que transitam nesta via. Permitirá ter um trânsito mais fluído e ter um percurso mais seguro para veículos e peões”, refere ainda o vereador e candidato à Câmara de Vila Verde pelos socialistas nas últimas eleições.

Ao que apuramos, será reparado o piso, para além de serem criados passeios, passadeiras e outras estruturas de apoio à circulação de veículos e peões.

Variante à EN101

N que concerne ao desejo de construção de uma variante à EN 101, ainda não será este ano, apesar de o assunto ter sido abordado por José Morais durante a mesma reunião com o alto dirigente das Infraestruturas de Portugal. “Alertei para o assunto no sentido de sensibilizar o Governo para a importância estratégica desta obra, quer para Vila Verde quer para os concelhos que estão a norte”, explicou Morais ao V, revelando que foi pedida a inclusão da obra no Programa Nacional de Investimentos.

“Registamos com agrado a recetividade demonstrada pelo Governo e agora ficaremos atentos e vigilantes aos desenvolvimentos”, disse ainda José Morais, classificando a obra como “fundamental” e orientada por “reivindicações mais do que justas”. “Assim, em todas as reuniões e em todos os fóruns políticos que participe abordarei sempre o assunto”, assegura o socialista.

Para além da reunião com o secretário de Estado, a comitiva composta por José Morais, Filipe Silva e Joaquim Barreto, reuniu com outros deputados, de forma a mostrar “a importância estratégica desta obra”. “Este é mais um exemplo do trabalho que o Partido Socialista tem feito junto do poder central e de diversos organismos com capacidade de decisão”, reforça o vereador.

“O PS de Vila Verde continuará atento às carências do concelho e a trabalhar em soluções para as mesmas. Não nos resignamos e não baixamos os braços perante as dificuldades. A solução é lutar pelo que nos é devido por direito próprio, independentemente da cor política que governa Portugal”, acrescenta o partido em comunicado.

A EN 101 já está a ser alvo de algumas requalificações, nomeadamente através da construção da ansiada rotunda da Loureira, que deverá estar pronta durante este mês de dezembro, e a inclusão de passeios na zona norte de Gême e ao sul da Loureira.

António Vilela diz que atravessar centro urbano é “um pesadelo”

Para António Vilela “atravessar neste momento o centro urbano de Vila Verde está a tornar-se um pesadelo para os milhares de munícipes que diariamente têm de utilizar a EN101 para se deslocarem para os seus diversos afazeres. Este transtorno não é benéfico para os automobilistas, mas sobretudo, não é o sentimento que pretendemos transmitir do concelho de Vila Verde.”

O edil Vilaverdense afirma com mágoa “o tecido empresarial a Norte do Concelho está a ser prejudicado dia após dia pela inoperância do Estado Central a esta necessidade. Para além da insatisfação do tecido empresarial atual, muitas são as empresas que pretendem instalar as suas novas unidades em Vila Verde, mas encontram severos obstáculos na mobilidade de pessoas e mercadorias na EN101, optando por outros locais. Não baixaremos os braços enquanto o poder central não contemplar Vila Verde com a construção prioritária de uma variante à EN101.”

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista