Braga Cultura Destaque

Arquiteto que desenhou estádio de Braga com “cunho” na Casa da Moeda

Fernando André Silva

O arquiteto Eduardo Souto de Moura, autor de vários projetos em Braga, como o Estádio Municipal ou a Casa do Bom Jesus, é o segundo arquiteto português a ser alvo de homenagem por parte da Casa da Moeda, com a criação de uma moeda de coleção a si dedicada.

Vencedor do prémio Pritzker, considerado o Nóbel da Arquitetura, com o design do estádio bracarense a receber um grande elogio por parte do comité diretivo que lhe atribuiu a distinção, o arquiteto de 66 anos e natural do Porto vê agora a obra de uma vida cunhada numa moeda desenhada por outro arquiteto de renome, Álvaro Siza Vieira, que já venceu o mesmo prémio internacional.

O design da nova moeda, que custa 7.5€ em tamanho normal ou 55€ em um tamanho mais alargado, aponta a capela de Santa Maria, em Marco de Canavezes, e o desenho abstrato de uma árvore.

Já no ano passado, Souto Moura tinha desenhado uma moeda que serviu para homenagear Siza Vieira.

A campeã Rosa Mota, 30 anos após a conquista do ouro olímpico na maratona, em Seul, e o Centenário do Armistício da 1.ª Grande Guerra são algumas das moedas comemorativas que a Imprensa Nacional-Casa da Moeda (INCM) apresentou em 2018.

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista