Braga

Braga para Todos elogia Ricardo Rio pelo ‘Circo de Natal’ sem animais

Redação
Escrito por Redação

O Braga para Todos em colaboração com a associação de proteção de animais de Braga Abandoned Pets, propõe para este domingo, entre as 15h e as 18h, um convívio com oferta de lanche vegan e debates que promovem o bem-estar animal e incluem também uma análise das políticas de proteção de animais adotadas na cidade e que já começam a apresentar resultados.

O evento acontece na auditório da junta de S.Victor e abrange temas como o CED- captura-esterilização-devolução que iniciou em Braga há três meses com a associação Abandoned Pets incluída no projeto, a questão dos animais serem ou não prendas de natal, a realidade dos animais usados para entretenimento, e ainda, sugestões para uma ceia de natal sem sofrimento animal.

O Braga para Todos e a associação Abandoned Pets, oferecem aos bracarenses mais uma tarde com debates e lanche vegan gratuito, o objetivo é nesta época de consumo excessivo alertar os bracarenses para vários temas que afetam os animais, com mais incidência neste período do ano, e ajudar os presentes a terem atitudes mais conscientes na hora de escolher a ceia, ou oferecer animais, como explicita Elda Fernandes:

“Cada vez mais as pessoas têm animais e têm noção da responsabilidade que os mesmos acarretam, no entanto, no natal há sempre um aumento de adoções e compra de animais, principalmente cães e gatos, o que à primeira vista parece ótimo, principalmente a adoção, mas, a realidade traduz-se claramente nos números elevados de devolução e abandono dos animais após o período das festas e quando crescem que é recorrente, nesse sentido, e como esta realidade é vivida ano após ano pela associação Abandoned Pets, que faz sempre uma seleção dos adotantes achamos importante tornar este tema agenda nesta época festiva, porque dar um animal é um compromisso para 15 anos em média, não pode ser uma decisão consequente de uma sociedade de consumo que tem com alvo objetos de desejo mas que rapidamente os substituiu, um animal é um ser que sente e precisa de cuidados diários e atenção”, conclui, no entanto, haverão mais debates e até a elogiar o presidente da Câmara Ricardo Rio pelo não uso de animais no circo, mas que mesmo assim, o movimento acredita ser importante pensar:

“Soubemos que mais uma luta nossa do ano passado surtiu efeito, e este ano o circo oferecido às crianças pela Câmara não tem animais, se a decisão partiu de Ricardo Rio ficamos muito contentes, porque o ano passado pareceu reticente, mas um ano foi suficiente para o fazer refletir e entender que o lugar de animais não é numa arena, mas no seu habitat natural, mas, não é apenas no circo que existem animais para fins de entretenimento, ou seja para prazer humano, há os zoos, os parques temáticos, por isso vamos mostrar porque os animais selvagens parecem obedecer a normas humanas e o que está por trás disso”, após os dois debates, ainda haverá tempo para fazer a sugestão para uma ceia vegan e também avaliar o CED- Captura-Esterilização-Devolução de gatos oriundos de colónias, que iniciou em Braga há três meses e foi uma das bandeiras do Braga para Todos desde a sua constituição, mas carece de melhorias, para os ativistas:

“Vamos, para terminar, a tarde de debates ter a direção da Abandoned Pets a falar dos três meses de CED na cidade e da forma como estão atuar, é um tema delicado, que vai demorar a surtir efeitos e que só será possível uma avaliação correta quando passarem os 4 anos do protocolo, no entanto, esta foi das nossas primeiras bandeiras, foi uma promessa que Ricardo Rio nos fez e cumpriu, mas ainda não foi comunicada de forma eficiente aos bracarenses e temos recebido várias pessoas com dúvidas, por isso teremos as pessoas que estão no terreno a esclarecer dúvidas a explicar como estão agir.”

O movimento e associação, após os 4 debates, vão oferecer um lanche vegan e convidam os presentes que tenham disponibilidade para levar um saco de ração destinado às centenas de animais que a associação Abandoned Pets ajuda, diretamente e indiretamente, como as famílias carenciadas, colónias sinalizadas e pedidos que surgem de outros ativistas:

“Sabemos que nesta altura do ano há muitas atividades, e Braga apresenta um cartaz de Natal alargado e para quase todos, mas os animais continuam a ficar de fora das opções políticas de Ricardo Rio, e acreditamos que o nosso movimento faz sentido para assumir esta função através de debates, ações de rua, e críticas que têm um único fim: Braga ser uma cidade verdadeiramente amiga dos animais, e sermos das cidades com mais compaixão para com estes, que no Natal e durante todo o ano precisam de nós, sendo nossa responsabilidade proporcionar-lhes o mínimo de sofrimento possível e mais amor”.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação