Destaque Vila Verde

Nova associação de utentes da EN 101 exclui Soutelo. Junta perplexa com a atitude

Fernando André Silva

“Quer queiram quer não, a freguesia de Soutelo continuará a lutar pela EN 101”. É este o teor principal de um comunicado enviado esta tarde pela Junta de Freguesia de Soutelo, sobre a criação de uma associação de utentes daquela estrada que terá convidado as freguesias que atravessam a nacional no concelho de Vila Verde, excluindo Soutelo.

Segundo o mesmo comunicado, foi com “surpresa” que a junta viu que a “recém-criada Associação de Utentes da EN 101 deixa de fora a freguesia de Soutelo”, indicando que a “associação reúne apenas pessoas afetas ao PSD de Vila Verde e afasta os demais”.

“Ignora o empenho e esforço das populações soutelenses que ao longo de décadas se bateram e continuam a bater por esta causa”, aponta ainda o executivo liderado por Filipe Silva.

“É lamentável que a força resultante da união entre os vila-verdenses, independentemente do quadrante político, se dissipe como resultado de interesses políticos que se querem sobrepor às necessidades das populações. Em Soutelo, o bem-estar das pessoas vem sempre primeiro. Quer queiram quer não, a freguesia de Soutelo continuará a lutar pela EN 101 e pelos direitos das suas gentes”, reforça o comunicado.

Luta continua

No mesmo comunicado, a autarquia refere que nas últimas décadas, sucederam-se manifestações soutelenses pela melhoria das condições de segurança da EN 101,  já que a freguesia de Soutelo “é uma das mais fustigadas com sinistros decorrentes da falta de condições daquela via”, tendo, diz o comunicado, encetado várias ações de luta, por entre manifestações, abaixo-assinados e reunião com entidades competentes na matéria, independentemente das cores do Governo.

“O presidente da autarquia local, Filipe Silva, deslocou-se várias vezes a Lisboa, na companhia do vereador José Morais e do deputado Joaquim Barreto, para reuniões sucessivas de reivindicação de uma intervenção que é prioritária para o bem-estar das populações”, explica o comunicado, referindo que estas ações juntam-se a “tantas outras de tantos outros vila-verdenses que se recusaram a baixar os braços perante a adversidade e, com uma resiliência louvável, lutaram e continuam a lutar pelos direitos das suas terras e das suas populações”.

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista