Destaque País

País. Todas as vítimas do acidente com elétrico em Lisboa já foram desencarceradas

DR
Agência Lusa
Escrito por Agência Lusa

As autoridades conseguiram já desencarcerar todas as vítimas do descarrilamento do elétrico da carreira 25, em Lisboa, que provocou 28 feridos ligeiros, segundo o balanço dos bombeiros feito no local

O descarrilamento ocorreu no cruzamento da Rua São Domingos à Lapa com a Rua Garcia de Orta, cerca das 18:00.

Inicialmente, as autoridades indicaram tratar-se do elétrico 28, mas o veículo pertence à carreira 25 (Campo de Ourique – Praça da Figueira).

Falando aos jornalistas no local, o comandante do Regimento de Sapadores Bombeiros de Lisboa (RSB), Tiago Lopes, confirmou o descarrilamento, que ocorreu “por volta das 18:04”.

“Ao todo, temos 28 vítimas ligeiras. A composição traria mais pessoas só que não foram consideradas vítimas porque saíram pelo próprio pé”, afirmou o comandante do RSB, referindo que, quando o socorro chegou ao local do acidente, existiam “bastantes vítimas, tanto no exterior como no interior da composição”, dez delas encarceradas.

Cerca das 20:00, a hora em que foi feito o ‘briefing’, as autoridades tinham conseguido “desencarcerar todas as vítimas”, revelou o comandante.

“Não há nenhuma vítima crítica, são todas vítimas ligeiras. Todas elas foram reencaminhadas para o hospital ou esperam reencaminhamento”, indicou o responsável.

De acordo com o INEM, duas vítimas foram assistidas no local e 26 foram transportadas para unidades hospitalares.

Destas, nove pessoas foram transportadas para o Hospital São José, nove foram encaminhadas para o Hospital Santa Maria e oito seguiram para o Hospital São Francisco Xavier.

“Tivemos de fazer operações de desencarceramento, que demoraram bastante tempo, porque temos de criar condições para que os bombeiros entrem e consigam tirar as pessoas sem agravar os ferimentos que tinham, e sem pôr em causa os próprios bombeiros”, explicou o comandante.

Questionado sobre a idade das vítimas, Tiago Lopes indicou que “a faixa etária é muito dispare”, desde “crianças de tenra idade até pessoas de alguma idade”.

Porém, salientou, “todas elas estão acompanhadas”.

Tiago Lopes indicou também que agora as autoridades vão “continuar a fazer trabalhos de remoção da composição”, encontrando-se a aguardar a chegada de uma grua para ajudar no processo de colocar o elétrico na posição inicial, para depois ser removido pelos serviços da Carris.

Quanto aos meios no local, o comandante do RSB indicou que, pelas 20:00, estavam “cerca de 50 operacionais” no terreno, apoiados por “30 viaturas”.

Antes das 20:00, o presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, esteve no local e enalteceu a capacidade de resposta “imediata e muito eficiente” numa situação que considerou “muito difícil”.

Também o presidente da Câmara de Lisboa, Fernando medina, foi ao local inteirar-se da situação, não tendo prestado declarações aos jornalistas.

Comentários

Acerca do autor

Agência Lusa

Agência Lusa