Vila Verde

Chuvas de aplausos e banho de multidão nos dois primeiros concertos de Natal da EM Prado

(c) Sinopse
Redação
Escrito por Redação

Com o mês de dezembro a meio e a estação fria mesmo aí à porta, já se começam a sentir os rigores do general inverno. Foi com chuvadas de aplausos e autênticos banhos de multidão que o público recebeu os dois primeiros espetáculos de uma série de três concertos de Natal da Escola de Música da Vila de Prado. Dos instrumentos de cordas aos de sopro, passando pelo teatro, pelo canto e pelo ballet, os alunos mostraram talento para a música e brindaram os espectadores com dois dias consecutivos de arte e cultura, que ajudaram a adensar o espírito natalício na Vila de Prado. Os concertos decorreram no passado fim de semana, 15 e 16 de dezembro, respetivamente, ambos no auditório da Junta de Freguesia da Vila de Prado.

Com casa cheia, os alunos cantaram e encantaram

Foi com cor, alegria e muita música que a Escola de Música da Vila de Prado se apresentou no passado fim de semana. A primeira noite ficou reservada a vários momentos musicais interpretados por um conjunto de jovens alunos, acompanhados pelos professores e por diferentes instrumentos, como saxofone, clarinete, violino e piano… O canto, a peça de teatro e o espetáculo de ballet foram outras das manifestações artísticas apresentadas e também receberam calorosos aplausos por parte da bela moldura humana que compunha a plateia. Uma noite de música e muito calor humano, embalada pelos temas de Natal que ajudaram a fortalecer o espírito da época.

Sempre ao lado dos alunos, o professor Manuel Afonso frisou a relevância da presença dos familiares e do público em geral em iniciativas como esta. “É muito importante que vocês participem nestes concertos para que os vossos filhos sintam, de facto, o vosso apoio. Foi a primeira vez que alguns alunos pisaram o palco para dizerem simplesmente que gostam imenso de música!”, vincou.

Luís Pinho: “Ninguém fica para trás”

No domingo, a sala da Junta de Freguesia da Vila de Prado abriu portas ao meio da tarde para o concerto de cordas da classe do professor Luís Pinho e voltou a registar lotação esgotada. O concerto começou com atuações dos alunos mais pequenos que juntaram às guitarras clássicas as vozes afinadas e desfilaram em palco o imenso talento para a música. Tal como aconteceu no dia anterior, foram vários os alunos que atuaram pela primeira vez perante uma plateia e irradiavam felicidade. Na segunda parte, as guitarras elétricas ocuparam o palco e trouxeram ainda mais energia ao auditório pradense.

O professor Luís Pinho aproveitou para expor algumas ideias sobre metodologias de ensino. “A nossa escola trabalha não só a parte mecânica da guitarra, mas também vetores da vida que são muito importantes como a humildade, o espírito de grupo… Nas minhas aulas não há um único aluno que fique para trás, não há melhores nem há piores. Todos dão o que podem”, referiu, sem medo de colocar o dedo na ferida. “Não estou só preocupado se eles aprendem guitarra, eu quero que eles sejam gente. A nossa escola pública tem hoje problemas sérios, os miúdos são preparados para ser homens máquinas e não pode ser”, rematou.

Para terminar o ciclo de concertos, na próxima sexta, dia 21 de dezembro, a antiga Escola do Bom Sucesso recebe o espetáculo de cordas da classe do professor Bruno Gonçalves, com início marcado para as 21h.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação