Destaque Editorial

Editorial. A caminho do futuro

Mais de 3.5 milhões de visualizações de notícias na edição online do Semanário V durante o ano de 2018 não enganam. O caminho passa pelo digital e para um meio de comunicação local não se avizinha fácil o investimento simultâneo no papel e nessa nova autoestrada digital da informação. Não queremos ficar para trás na inovação tecnológica, e, chegados à edição número 150, decidimos “migrar” os nossos conteúdos e a sua exclusividade para o mundo digital. Encarámos este passo como uma tentativa quase pioneira de demonstrar ao mundo que o futuro passa por aqui. A título de exemplo, se na nossa edição impressa conseguimos chegar a 2.000 pessoas por semana, no que toca aos meios digitais recebemos mensalmente a média de 172.809 leitores. Para além disso, existe cada vez mais, a nível global, a consciência do impacto que o ser humano tem na “pegada ecológica” e de como o papel é um recurso que terá, forçosamente, de ser reduzido com o passar dos anos, tanto pela poluição que a sua composição acarreta, como pelo número de árvores que são abatidas para o seu fabrico. Em apenas um ano, falámos de 345 árvores abatidas para a composição de 104.000 jornais que vão para as bancas. Há ainda o exemplo de outros meios de comunicação “nativos” na internet, que têm cimentado o seu lugar na comunicação social de forma irrepressível, como é o caso dos projetos nacionais “Eco” e “Observador” ou o jornal online regional “O MINHO”.

Não foi uma decisão tomada de ânimo leve. Três anos de edições impressas, 150 números, 150 capas, milhares e milhares de notícias, reportagens, crónicas e opiniões que passaram pelos dedos de dezenas de milhares de vila-verdenses e bracarenses que encontraram no nosso suporte papel uma forma de saberem um pouco mais daquilo que se passa na região. Sempre primámos pela procura de novas histórias e novas figuras para preencher o quotidiano dos nossos leitores, enquanto não descuramos a informação. No entanto, a realidade é que a preparação da nossa edição impressa toma-nos tempo que poderia ser utilizado no “terreno”, em busca de novas histórias, novas reportagens, e, sobretudo, de uma mais aprofundada busca pela informação que outros não têm coragem de divulgar.

compromisso com os nossos leitores de que haverá o investimento no jornalismo de investigação e nos conteúdos multimédia

Estabelecemos o compromisso com os nossos leitores de que haverá o investimento no jornalismo de investigação e nos conteúdos multimédia, deixando a porta aberta para que o Semanário V se expanda a outras regiões, onde existe uma carência de jornalismo que procure buscar os factos por si, e não se limite a ser “pé-de-microfone” para a classe política. É, aliás, nosso compromisso, a busca de uma sociedade em que essa classe seja escrutinada de forma isenta, expondo situações que, de outra forma, passam impunes e longe da opinião pública.

Outro dos factores decisivos que nos leva a tomar este passo, está inerente ao alcance digital que atingimos durante o ano de 2018, superando todos os outros jornais impressos da região, incluindo os dois diários de Braga. Por semana, atingimos quase quatro vezes mais que o mensário O Vilaverdense, doze vezes mais que o diário Correio do Minho, e uma vantagem que oscila entre os 10% e os 50% sobre o diário que mais investe atualmente no digital na região, o Diário do Minho. Perante este cenário, que, voltamos a insistir, tem-se repetido semana após semana durante todo o ano de 2018, não poderíamos deixar de tomar alguma ação de forma a que, cada vez mais, possamos superar estes números, escalando no alcance digital.

A partir do próximo dia 2 de janeiro de 2019, a edição semanal do Semanário V passa a ser 100% digital

A partir do próximo dia 2 de janeiro de 2019, a edição semanal do Semanário V passa a ser 100% digital, com aplicação desenvolvida por especialistas e disponível para sistema iOS e Android. Passamos a disponibilizar, a partir dessa data, uma assinatura digital para que os leitores tenham acesso a conteúdos exclusivos que não estarão disponíveis na nossa aplicação diária. Vamos investir nos conteúdos multimédia, disponibilizando conteúdo vídeo e fotográfico de melhor qualidade, setor para onde disponibilizaremos mais recursos que até então eram investidos na paginação do papel.

Pretendemos ter cada vez mais reportagens de investigação em diferentes temáticas e um maior cuidado em informar a região sobre assuntos que têm sido descurados por outros meios de comunicação. Perante este ato, passam a ser poupadas 50 toneladas de CO2 (GEE) e 2,5 milhões de páginas de jornal anualmente. Porque o ambiente merece uma ajuda. Porque nós merecemos mais investimento no digital. Porque os nossos leitores merecem maior rigor e qualidade.

Comentários

Acerca do autor

Paulo Moreira Mesquita

Paulo Moreira Mesquita

Diretor Semanário V