Braga Destaque

Empresa de Braga com menção honrosa pelas vendas nos Estados Unidos da América

Josefinas (c) Mariana Gomes / Semanário V
Redação
Escrito por Redação

A empresa bracarense Josefinas, dedicada ao calçado para mulheres, é uma das quatro empresas portuguesas destacadas pela Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento, pelo esforço de internacionalização nos Estados Unidos da América.

Em comunicado, aquela fundação, esclarece que a empresa bracarense não conquistou o lugar principal deste prémio que é dedicado às jovens empresas com menos de cinco anos e que aspirem a negócios no mercado americano, mas conquistou uma menção honrosa em conjunto com as empresas Invisible Collectors e Polyanswer, esta última de Guimarães [Taipas]. Já a grande vencedora foi a empresa Matereo, de Coimbra, que se dedica ao ramo da engenharia.

Esta foi a segunda edição do prémio “FLAD.EY.BUZZ USA” que decorreu esta tarde, na sede daquela fundação, em Lisboa.

Ao superar a concorrência de outros nove projectos finalistas, a Matereo sucede assim à Bitcliq, das Caldas da Rainha, que venceu a primeira edição do prémio criado em 2017.

O júri deste concurso foi presidido por Jorge Gabriel, administrador da FLAD, Miguel Farinha, Sofia Tenreiro; Luís Manue, [administrador executivo da EDP Inovação] e Paulo Neves [antigo CEO da PT e da Altice Portugal].

Recentemente, a marca abriu, durante um dia, uma loja pop-up no escritório onde nasceram, em 2013, junto à Taberna Belga, em São Vicente, Braga.

Os modelos da marca já passaram pelos pés da Duquesa de Sussex ou da modelo Sara Sampaio, que usou uns ténis, feitos à mão em Portugal, de pele genuína azul, que estão à venda por 385 euros, como avançaram as responsáveis em exclusivo ao Semanário V.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação