Braga Destaque

Braga despede-se do título ‘Cidade Europeia do Desporto’

Encerramento Braga CED 2018 © Mariana Gomes / Semanário V
Mariana Gomes
Escrito por Mariana Gomes

Com mais de 600 eventos realizados, Braga foi distinguida internacionalmente como a melhor Cidade Europeia em 2018. Durante um ano, a cidade foi palco de numerosos eventos desportivos das mais diversas áreas e foi reconhecida pelo trabalho desenvolvido que deu lugar a uma Cidade Europeia de prestígio.

A Cidade Europeia do Desporto 2018 terminou este sábado, 22 de dezembro, com um espetáculo no Forum Braga. Na cerimónia, estiveram presentes Ricardo Rio, presidente da Câmara de Braga, Sameiro Araújo, vereadora do Desporto, Tiago Brandão Rodrigues, ministro da Educação, e Gian Lupatteli, presidente da ACES Europe.

Orgulho, felicidade e satisfação. É assim eu Ricardo Rio descreve o sentimento de dever cumprido no encerramento da CED. “Braga deu o testemunho da sua energia, da sua vitalidade, do seu espírito de união. Sobressaiu neste evento a capacidade que temos para nos mobilizar”, afirma o Autarca, que reconhece o envolvimento e colaboração de todos os bracarenses, centenas de entidades e voluntários que fizeram parte desta jornada e trouxeram para Braga o título de melhor Cidade Europeia do Desporto.

Este título deixou marcas positivas na cidade, tais como os investimentos nas infraestruturas, como a expansão do parque da rodovia e o Forum Braga, que também inclui uma dimensão desportiva.

O edil deixa a promessa de continuidade no desenvolvimento de eventos na cidade, “como é o caso da Final Four da Taça da Liga”, já em janeiro.

O espírito e o grande objetivo da Cidade Europeia do Desporto passa por sensibilizar as pessoas para a prática desportiva, um instrumento de promoção da saúde pública e do bem-estar da população. De acordo com Ricardo Rio, os resultados do impacto deste título serão apresentados brevemente, sendo que estão a ser desenvolvidos estudos científicos sobre o ‘antes’ e o ‘após’ da Cidade Europeia.

Braga contou com um total de 611 eventos, 400 mil espectadores, 200 mil praticantes e 80 modalidades. O presidente da Câmara vincou, ainda, que há condições na cidade para a prática de modalidades que não são tão reconhecidas e frequentes, como é o caso do futebol aquático.

“Do ponto de vista infraestrutural, a cidade vai continuar a caminhar para ficar cada vez melhor dotada das infraestruturas necessárias”, afirma Ricardo Rio. Do ponto de vista da programação e das atividades, fica a promessa de empenho para trazer grandes eventos a Braga.

Tiago Brandão Rodrigues, ministro da Educação, deixou o apelo aos bracarenses para que “aproveitem este legado” e reconheceu que Braga foi privilegiada e trabalhou para a distinção que recebeu. “Braga não foi só uma Cidade Europeia do Desporto, foi a melhor Cidade Europeia do Desporto de 2018”.

Braga destacou-se entre as restantes 20 cidades que, durante este ano, foram Cidade Europeia do Desporto. Numa cerimónia que decorreu no Parlamento Europeu, em Bruxelas, no início deste mês, Ricardo Rio recebeu o prémio de melhor CED em 2018, entregue pelo presidente da ACES Europe, Gian Lupattelli.

“O meu maior voto para 2019, neste momento concreto, é que Portimão aproveite também esta grande oportunidade e que, no próximo ano, seja também uma grande Cidade Europeia do Desporto”, terminou desta forma o ministro da Educação, na cerimónia de encerramento da Cidade Europeia do Desporto 2018. Portimão será a próxima cidade em Portugal, a receber o mesmo título e, em 2021, Lisboa irá carregar o título de Capital Europeia do Desporto.

Fotos: Mariana Gomes / Semanário V

Comentários

Acerca do autor

Mariana Gomes

Mariana Gomes

Jornalista