Destaque Região

Chamada falsa à hora de jantar mobilizou 36 bombeiros do distrito

Fernando André Silva

Alguns operacionais bombeiros que jantavam durante a consoada deste dia 24 foram alertados para um grave acidente na Póvoa de Lanhoso, pelas 20h27, com relato de quatro vítimas encarceradas, algo que acabou por ser um falso alerta com origem em uma chamada falsa.

Segundo fonte dos Bombeiros da Póvoa de Lanhoso, a chamada foi ativada para o quartel daquela corporação pelo Comando Distrital de Operações de Socorro após um telefonema que indicava um grave acidente na freguesia de Vilela, com as quatro vítimas envolvidas a não conseguirem sair dos carros.

Foram ativados para o local cinco ambulâncias de socorro, um veículo de comando tático e um veículo de desencarceramento da corporação da Póvoa de Lanhoso, um veículo de desencarceramento dos Bombeiros das Taipas, a VMER de Guimarães, a VMER de Braga, a SIV de Fafe e a GNR da Póvoa da Lanhoso, no total de 36 operacionais envolvidos.

“Após os meios chegarem ao local verificou-se que se tratava de uma chamada falsa”, refere fonte dos Bombeiros da Póvoa de Lanhoso, através das redes sociais.

Já na consoada de Natal de 2017, uma situação similar ocorreu no concelho de Vila Verde, com vários bombeiros que jantavam com as famílias a acorrerem a um incêndio urbano que, afinal, não existia, tratando-se de alerta por chamada falsa.

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista