Braga Destaque

Braga organiza espetáculo musical em honra dos heróis da Grande Guerra

Braga organiza espetáculo musical em honra dos heróis da Grande Guerra © Mariana Gomes / Semanário V
Mariana Gomes
Escrito por Mariana Gomes

A Liga dos Combatentes e o Município de Braga, em parceria com a Cooperativa de Ensino Artístico de Braga, estão a preparar um espetáculo musical de homenagem aos Heróis do Corpo Expedicionário Português na Grande Guerra 1918/2018.

Foi apresentada esta tarde a proposta da homenagem aos combatentes da 1.ª Grande Guerra, com a presença do vice-presidente da Câmara de Braga, Firmino Marques, o presidente da Liga dos Combatentes, João Paulo Amado Vareta, e a presidente da Cooperativa de Ensino Artístico de Braga, Maria da Luz Duarte.

A recriação que pretende homenagear os portugueses que participaram na Grande Guerra realiza-se no âmbito das comemorações do centenário do Armistício que encerrou a Primeira Guerra Mundial.

A ideia surgiu de uma audiência solicitada pela Liga dos Combatentes, que todos os anos faz uma homenagem aos soldados da Grande Guerra, na Avenida Central. Este ano, “falou-se na hipótese de fazer algo que pudesse revitalizar a memória das pessoas, a importância que é não estar em guerra e relembrar o que foi a primeira Grande Guerra”, adiantou o vice-presidente da Câmara de Braga, Firmino Marques.

Foram mobilizados mais de 100 mil soldados portugueses e morreram 7 500. Ao todo morreram mais de 11 milhões de pessoas. O vice-presidente da Câmara sublinha a importância de trazer à memória da sociedade este acontecimento histórico, “para que nunca mais se repita o que aconteceu”. Acrescenta, ainda, que “no século XXI, no ano 2018, ainda existem guerras absolutamente incompreensíveis”.

O Município de Braga, em conjunto com a Liga dos Combatentes, apresentou uma proposta diferente e inclusiva, de forma a fazer chegar a todos a mensagem e de homenagear os combatentes, assim como os seus familiares e os que estiveram presentes. O Município assume a vontade de anunciar o espetáculo ainda em 2018, porque é o ano que se inicia as celebrações do centenário do Armistício.

O musical, baseado na Grande Guerra, ainda não tem título, “mas anda completamente à volta das celebrações dos 100 anos e da assinatura do tratado de paz em que assinala os términos da Grande Guerra”.

“A história anda à volta de alguém que teve um familiar na Grande Guerra, alguém que tinha amigos”, explicou o autarca, acrescentando que “é, também, uma espécie de um romance onde alguém assinala o início da guerra com o partir de um ente querido, de um namorado ou um marido e a parte final é a mais emotiva e sentida, quando se grita e se consegue a paz”.

O objetivo é criar uma homenagem inclusiva, que possa chegar a pessoas dos 6 aos 100 anos, para que todas as pessoas possam presenciar o espetáculo de aprendizagem e a homenagem a quem morreu, a quem participou e às famílias dos combatentes da Grande Guerra. “Este é um contributo pedagógico, para solidificar, cada vez mais, os valores da paz e será um espetáculo para avivar a memória de que é necessário lutar pela paz”.

Com data de estreia prevista para Março de 2019, o espetáculo iniciará em Braga e irá percorrer os municípios da CIM do Cávado e da CIM do Ave e de todos os que queiram levar esta homenagem ao seu território, revelou Firmino Marques.

Comentários

Acerca do autor

Mariana Gomes

Mariana Gomes

Jornalista