Amares Destaque

Mais de 5.000 passaram pela “Aldeia de Natal Sustentável” em Amares

Aldeia do Urjal © CM Amares
Redação
Escrito por Redação

A segunda edição o projeto amarense URJALÂNDIA- Aldeia de Natal Sustentável superou as expectativas. Ao longo de dois dias cerca de 5.000 pessoas visitaram a aldeia do Urjal, em Seramil, Amares.

Concertinas, concertos, tunas, jogos tradicionais, feira de produtos locais, adegas de outros tempos, oficinas de cariz ambiental desenvolvidas pela BioLiving e também pelo Planetários – Casa das Ciências foram ingredientes do fim-de-semana vivido no Urjal.

Aldeia do Urjal © CM Amares

A aldeia recebeu o Pai Natal que chegou no carro dos Bombeiros e abriu a parada de Natal composta por mais de 50 Pais Natal motards. Para além de momentos teatrais e musicais, houve momento para degustação de um bolo-rei de laranja com mais de 30 metros. Outra das atrações do fim-de-semana foi, para além do slide, voos de aves de rapina e passeios a cavalo, o balão de ar quente que permitiu a muitos dos visitantes uma experiência única.

Para Manuel Moreira, presidente da Câmara de Amares, “esta iniciativa vai de encontro à aposta do Município no desenvolvimento dos territórios mais rurais do nosso concelho. O Urjal tem um património natural riquíssimo, nomeadamente no carvalhal, com árvores centenárias. É um território que conta muito das nossas origens e da nossa história e, felizmente, porque ainda é habitado, tem pessoas que relatam na primeira pessoa tradições e estórias deste lugar. Este é um evento diferente que não podia acontecer noutro lugar. Tem a marca e a identidade das gentes do Urjal e é com orgulho que o queremos projetar”.

Aldeia do Urjal © CM Amares

O vereador do Ambiente, Mercados e Feiras, Vitor Ribeiro, considerou que a segunda edição da Urjalândia superou todas as expectativas: “Acreditamos que o sucesso do evento reside no seu carácter genuíno onde a comunidade é parte envolvida no projeto. Crescemos numa sociedade onde a realidade se altera todos os dias onde a urjalândia permitiu a qualquer visitante ter experiências únicas no contacto direto com a natureza, tradições e valores que se vão perdendo cada vez mais. O evento permitiu a muitos visitantes realizar o sonho de criança e dar vida, num modo sustentável, à aldeia como noutros tempos. O programa procurou valorizar as coletividades locais envolvendo outras instituições que lhe deram um caráter inovador sem alterar a autenticidade da aldeia. Apesar do momento alto do evento ter decorrido nos dias 22 e 23 estamos muito satisfeitos pelo facto de semanas antes e depois continuar a receber inúmeros visitantes”.

Aldeia do Urjal © CM Amares

Na mesma linha, Rui Tomada, Presidente da União de freguesias de Vilela, Seramil e Paredes Secas traçou também um balanço “ extremamente positivo”: “apesar das expetativas elevadas a verdade é que afluência das pessoas foi uma surpresa. Estávamos preparados para acolher os visitantes da melhor forma e procuramos disponibilizar toda a logística necessária para que tudo corresse bem, nomeadamente com transportes de apoio porque muitos carros acabaram por ficar bastante longe da aldeia. Valeu a pena! Os habitantes da aldeia estão encantados e as reações dos visitantes foram muito boas”.

De Baião, Faro, Porto, Vila Nova de Gaia e muitos outros pontos da região Minhota, vieram muitos curiosos conhecer esta iniciativa do Município de Amares e da Junta de Freguesia de Vilela, Seramil e Paredes Secas.

Natal em Amares foi ainda marcado pela apostou na valorização do comércio local

O Município de Amares procedeu ao sorteio de 50 viagens duplas grátis de Balão de ar quente, no âmbito da campanha de Natal que teve como objetivo fomentar as compras no comércio local. Os vencedores tiveram oportunidade de experienciar uma viagem de balão de ar quente na Urjalândia.

Para além desta campanha decorreu, ainda, o Mercado Local Low Cost com uma grande adesão dos artesão, produtores e comerciantes locais. Foi ainda organizado pelo CLDS de Amares um concurso de montras no comércio local, em parceria com o Município e a Associação Empresarial do Vale do Homem. O vencedor terá acesso a um Programa de Mentoria Empresarial assumido pela AEVH

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação