Destaque Vila Verde

Rotunda da Loureira. Semáforos retirados hoje e obra pronta até 15 de janeiro (se não chover)

Semáforos na Loureira © FAS / Semanário V
Fernando André Silva

A empreitada de construção de uma rotunda ao quilómetro 80,650 da Estrada Nacional (EN) 101, na freguesia da Loureira, em Vila Verde, a cargo do Governo, tem transtornado automobilistas, comerciantes, GNR e até os próprios operários, que são muitas vezes insultados por automobilistas em desespero pelas longas filas causadas pela obra.

No entanto, há uma boa notícia para esta sexta-feira. Os semáforos provisórios que estão colocados há cerca de dois meses vão ser retirados a partir desta tarde. Mas ainda não é altura dos automobilistas festejarem. Os semáforos regressam, de forma parcial, na próxima quarta-feira, dia 2 de janeiro, e mantêm-se até final da obra, apontado para uma terça-feira, dia 15 de janeiro.

Fernando Duque, sócio-gerente da firma responsável pela empreitada, assegurou ao Semanário V que os semáforos serão removidos durante a tarde desta sexta-feira. “Estamos só à espera da GNR para controlar o trânsito enquanto procedemos à remoção dos semáforos”, disse, adiantando, no entanto, que não é uma retirada em definitivo.

Fernando Duque © FAS / Semanário V

“Os semáforos regressam na próxima quarta-feira, mas só estão ativos durante as horas de trabalho, entre as 8h e as 17h30, depois são desligados e o trânsito anda nos dois sentidos em simultâneo”, assegura o empreiteiro da Duque & Duque Terraplanagem.

Já no que diz respeito ao término da obra, Fernando Duque explica que a rotunda está praticamente terminada. “Falta colocar o aterro no centro e mais uns dias fica pronta. Depois temos que concluir os passeios à volta, raspar e colocar novo alcatrão neste lanço de estrada e substituir os postes de luz elétrica”, explica.

Esta empreitada, com prazo de execução do contrato a apontar 90 dias úteis [prazo termina a 15 de janeiro] envolve a reformulação da atual interceção da EN 101 com a EN 205, através da construção de uma rotunda, repavimentação, aplicação de lances galgáveis e de passeio, readequação e substituição da sinalização vertical e horizontal, reformulação dos sistemas de drenagem com a construção de novos coletores, sumidouros e respetivas caixas de vista, construção de um muro com as características do existente e a reposição de serviços afetados e de reformulação da rede elétrica e de iluminação pública existente.

Obras na Loureira © FAS / Semanário V

“Contamos ter tudo pronto até 15 de janeiro, mas estamos dependentes da chuva”, explica Duque, dando o exemplo de um lanço de tubagem que teve de ser substituído quatro vezes devido à chuva.

“Temos todos os dias engenheiros das Estradas de Portugal a analisar as condições de segurança do solo e como estava a chover com intensidade, as camadas [de estanque] que colocamos sobre os tubos não apresentavam a solidez necessária após exames de laboratório, então tivemos algum tempo com essa parte pendente”, vinca.

O empreiteiro explica que pode surgir algum atraso caso resultados de laboratório obriguem a reformular o estanque das instalações, fruto da chuva.

Semáforos já originaram mais de uma dezena de multas

Semáforos na Loureira © FAS / Semanário V

É frequente o desrespeito pela sinalética vermelha dos semáforos, com automobilistas a seguirem em proibição. No entanto, a GNR de Vila Verde tem estado atenta e desloca-se periodicamente aquele local para assegurar que as regras são cumpridas. O empreiteiro explica que os militares têm “feito um excelente trabalho e de muita ajuda”.

“As pessoas que vêm de Braga não respeitam os semáforos e depois chegam aqui e levam 120 euros de multa e menos 4 pontos na carta”, diz, revelando que “já assistiu, pelo menos, a mais de 10 multas naquele local durante as obras por desrespeito à sinalética de trânsito”.

Outras situações que se têm registado com maior frequência são pequenos choques e até um acidente que provocou ferimentos nos passageiros, após choque em cadeia nas filas originadas pelos semáforos.

Nova obra a caminho que pode causar mais transtornos naquele troço

Ao que apurámos, será lançado a curto prazo um concurso público para uma empreitada que permite requalificar e construir passeios entre a nova rotunda e a zona do Alívio, em Soutelo. São esperadas também obras na zona de Pedome, onde será construído, novamente ao que apurámos, uma zona pedonal à face da ponte de Pedome, com um passadiço, sendo que os passeios serão construídos do lado de fora da estrada. Essas obras devem decorrer durante o ano de 2019 e estarão a cargo da Câmara de Vila Verde.

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista

Deixar um comentário