Braga Destaque Vila Verde

Já há nomes em Vila Verde e Braga para o novo partido de Santana Lopes

Fernando André Silva

Já existe uma comissão instaladora no distrito de Braga para o recém formado partido “Aliança”, fundado por Pedro Santana Lopes no rescaldo da derrota que o mesmo sofreu nas eleições internas do Partido Social Democrata (PSD), em 2018.

Aquela comissão, cujo porta-voz tem sido Sérgio Fernandes Peixoto, da Póvoa de Lanhoso, mas que tem ligações a Vila Verde, onde já trabalhou, curiosamente, na empresa do candidato do Partido Socialista à Câmara de VIla Verde, José Morais.

Em declarações ao Semanário V, a comissão instaladora distrital apontou os nomes dos elementos coordenadores nos diferentes concelhos do distrito. Em Vila Verde, Sérgio Rodrigues, funcionário da Salsicharia Vilaverdense, é o homem de confiança de Pedro Santana Lopes para o concelho. Embora com ligações ao PSD de Vila Verde, Sérgio Rodrigues nunca esteve entre os nomes escolhidos para os principais cargos políticos em Vila Verde.

Em Amares, o nome escolhido é Marco Aurélio Alves, natural do Porto mas residente no concelho de Amares há vários anos. Trabalha na área técnica do Hospital de Braga e não há conhecimento de que tenha sido interveniente na causa política do concelho amarense nos últimos anos.

Já em Braga, os nomes escolhidos são Adriana Faria, Jorge Verdelho, Marta Rego e Ricardo Freitas.

Segundo a Comissão Instaladora distrital, formada no passado dia 17 de novembro, o partido “Aliança” é um “partido de centro direita, fundado por Pedro Santana Lopes, com uma postura nova e com a pretensão de ser um partido claro, transparente e responsável”.

Este assenta a sua matriz em três pilares fundamentais: “o Personalismo, o Liberalismo e a Solidariedade”.

Notícia atualizada às 19h58

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista