Destaque Vila Verde

Vespa-asiática. PS fala em “situação descontrolada” em Vila Verde e quer mais ação da Câmara

Ninho ficou parcialmente danificado após queda da árvore, o que levou ao ataque das vespas © FAS / Semanário V
Redação
Escrito por Redação

Os três vereadores eleitos pelo Partido Socialista (PS) na Câmara de Vila Verde recomendaram hoje, em reunião de executivo municipal, um “reforço e intensificação da ação” para controlar o impacto das vespas-asiáticas no concelho de Vila Verde.

José Morais, Luís Castro e Pedro Silva recomendam à autarquia que tome medidas para a total destruição dos vespeitos identificados e comunicados por populares em diversas freguesias do concelho.

Os socialistas recordam que em 2016, através de um projeto liderado pelo Governo, os municípios da região do Cávado receberam um apoio financeiro de 400 mil euros para combater este tipo de vespa, algo que, dizem os socialistas, foi amplamento noticiado e divulgado.

No entanto, os vereadores referem que, ao longo dos últimos anos, foram várias comunicações de populares dando conta da existência de ninhos de vespas asiáticas, remetidas para o departamento de ambiente da Câmara de Vila Verde, através do vereador do ambiente.

“A situação das vespas asiáticas no nosso concelho parece estar descontrolada. É de lamentar profundamente a perda de vidas humanas, casos que todos conhecemos. É também de lamentar os sucessivos ataques, o último dos quais na semana passada em Cervães. Em Aboim da Nóbrega os ninhos estão a ser destruídos por voluntários, muitas vezes sem a formação e o equipamento adequado. Face à situação que não nos parece adequada, recomenda-se o reforço e intensificação da ação pela autarquia no sentido de controlar o impacto desta praga procedendo à destruição dos vespeiros identificados e comunicados”, refere o comunicado dos socialistas.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação