Amares Destaque

Ponte entre Amares e Vieira do Minho fechada ao trânsito

Ponte do Boco © CM Vieira do Minho
Agência Lusa
Escrito por Agência Lusa

A mais antiga ponte em betão armado do país, entre Amares e Vieira do Minho, distrito de Braga, vai ser “de imediato” fechada a todo o trânsito automóvel, por razões de segurança, disseram esta terça-feira os autarcas locais.

O presidente da Câmara de Amares, Manuel Moreira, disse hoje à Lusa que a ponte de Parada, também conhecida por ponte do Bôco, “já tem o ferro à mostra” e apresenta “algumas fissuras”.

Estamos a falar da mais antiga ponte do país em betão armado, com mais de 100 anos, e com a segurança não se brinca. Vai ser fechada ao trânsito automóvel ainda esta semana, porque mais vale prevenir do que remediar e não queremos ficar com o ónus de um eventual colapso”, referiu.

As duas câmaras encomendaram ao professor da Universidade do Minho José Sena Cruz a elaboração de um estudo sobre o estado da ponte e de um caderno de encargos com todos os custos inerentes a uma intervenção de fundo na estrutura.

Só depois é que se verá qual a melhor solução, que até pode passar pela construção de uma nova ponte”, sublinhou o presidente da Câmara de Vieira do Minho, António Cardoso.

Aquela ponte sobre o rio Cávado foi construída entre 1908 e 1909 e faz a ligação entre o lugar de Aldeia, freguesia de Parada do Bouro, concelho de Vieira do Minho, e o lugar de Dornas, freguesia de Bouro (Santa Maria), concelho de Amares.

As câmaras já tinham colocado sinalização a proibir a passagem de pesados, mas, segundo Manuel Moreira, “os camiões continuaram sempre a passar”.

Por isso, desta vez, as câmaras vão optar pela colocação de “barreiras físicas”.

Os dois autarcas reconhecem que o corte da circulação causa “grandes transtornos”, sobretudo aos pesados, que serão obrigados a um trajeto extra de “seguramente mais de 20 quilómetros”.

Já para os ligeiros, o desvio deverá rondar os cinco quilómetros.

Com um tabuleiro de 33 metros de comprimento e com apenas uma faixa de rodagem, a ponte do Bôco está classificada como imóvel de interesse público.

Comentários

Acerca do autor

Agência Lusa

Agência Lusa