Destaque Vila Verde

Coreanos perdidos no caminho de Santiago “resgatados” pela Santa Casa de Vila Verde

Peregrinos coreanos © SCMVV
Redação
Escrito por Redação

A Santa Casa da Misericórdia de Vila Verde acolheu 5 peregrinos Sul-Coreanos que se encontravam perdidos na Vila de Prado. Depois de procurarem ajuda na ERPI da instituição, os peregrinos foram acolhidos na instituição em Vila Verde, onde puderam encontrar uma refeição quente, o conforto de um espaço para pernoitar e ainda puderam assistir ao ensaio do coro da instituição que os acolheu.

A Santa Casa da Misericórdia de Vila Verde cumpriu as “obras de Misericórdia corporais” que dizem, dar de comer a quem tem fome , dar de beber a quem tem sede e acima de tudo dar pousada aos peregrinos, que foi a obra cumprida e acima de tudo que rege os princípios da instituição.

Peregrinos coreanos © SCMVV

“Cumprimos as obras da Misericórdia. É por isso que nos apelidámos de Santa Casa da Misericórdia com muito orgulho. Acolhemos os peregrinos, preparámos uma refeição quente, pernoitaram num sítio quente e acolhedor e de manhã preparámos pequeno-almoço, transporte e orientação para seguirem novamente o caminho de Santiago. É com orgulho e satisfação que prestamos este serviço”, adiantou o provedor Bento Mortais ao Semanário V.

Os peregrinos, oriundos da Coreia do Sul, perderam a orientação na saída do Porto, não seguindo o caminho delimitado pela Costa e vieram para o interior, encontrando em Vila Verde abrigo e orientação para seguir caminho.

Peregrinos coreanos © SCMVV

Peregrinos coreanos © SCMVV

Por volta das 11 horas os peregrinos foram encaminhados até Esposende para seguirem o Caminho da Costa portuguesa, estando a próxima paragem agendada em Viana do Castelo.

Os peregrinos agradeceram o gesto com “mil e um obrigados”, levando consigo Vila Verde no coração e acima de tudo a Santa Casa de Vila Verde. “Muito obrigado por tudo. Estamos gratos pelo vosso gesto e recordaremos a Santa casa sempre com sinal de gratidão. Levámos o vosso gesto para a Coreia do Sul”, palavras de um dos peregrinos que falava inglês e era o intérprete do grupo. Deixaram escrito “고마워-“ que se traduz obrigado em português.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação