Cultura Destaque Vila Verde

Nesta pequena biblioteca inaugurada em Gême cabe toda a história de Vila Verde

Inauguração Biblioteca Serra Nevada © Luís Ribeiro / Semanário V
Fernando André Silva

A partir da próxima quinta-feira já é possível consultar a história de grande parte das freguesias do concelho de Vila Verde na nova biblioteca “Serra Nevada”, inaugurada esta sexta-feira nas instalações da Junta de Freguesia de Gême.

Com o nome de Serra Nevada, heterónimo do cidadão de Gême, João José de Almeida Lopes, escritor e historiador, a biblioteca comporta numa fase inicial 637 livros catalogados e cerca de 300 por catalogar.

Inauguração Biblioteca Serra Nevada © Luís Ribeiro / Semanário V

O espólio do escritor está presente em maior número nesta nova coleção que estará disponível ao público todas as quintas-feiras, em horário de expediente daquela junta de freguesia. No entanto, os dias de visita podem ser alargados caso a procura assim o justifique, como explicou ao Semanário V a presidente da autarquia, Natália Carvalho.

A autarca explica que Serra Nevada ofereceu todo o espólio de livros para esta nova biblioteca, assim como outros utensílios que utilizou ao longo da vida, entre máquinas de escrever, lupas ou óculos.

“Serra Nevada nasceu em Esqueiros mas viveu toda a vida em Gême. Oferceu-nos não só os livros da sua autoria mas como todos os livros que foi comprando ao longo da vida, e outros que lhe foram oferecidos por outros escritores. Também ofereceu vários livros de apontamentos e rascunhos para consulta”, explica Natália.

Serra Nevada e Natália Carvalho © Luís Ribeiro / Semanário V

Sobre a nova biblioteca, confessa que “é pequena mas tem o objetivo de crescer”. “Estamos a pensar fazer obras de aumento para conseguirmos ter mais espólio e tornar a biblioteca maior”, revela a autarca, sem apontar datas. “Queremos ter o objetivo de ter uma boa biblioteca pública para consulta, há muita gente que tem livros em casa e não sabe o que lhes fazer, e uma boa ideia será ceder a esta nova biblioteca”, apela a presidente de junta.

Natália Carvalho indica também que o objetivo desta biblioteca passa pela história de Vila Verde e de todo o trabalho de Serra Nevada como historiador das freguesias do concelho. “Ele escreveu sobre todas as freguesias de Vila Verde, está lá toda a história do concelho”, refere.

Durante a inauguração, foi ainda oferecida ao historiador uma tela da autoria do artista plástico Maciel Cardeira.

Fotos: Luís Ribeiro / Semanário V

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista

Deixar um comentário