Braga Destaque

Rio Este. Descargas motivam 81 denúncias, nove contra-ordenações e dois processos-crime

Fernando André Silva

Os serviços ambientais SEPNA da Guarda Nacional Republicana registaram 81 denúncias sobre descargas poluentes no rio Este. em Braga, Famalicão e Barcelos, desde 2014, avançou hoje o jornal Público. Segundo dados disponibilizados por aquela guarda, o rio tem sofrido descargas a cada 23 dias durante os últimos cinco anos.

Os mesmos dados apontam ainda, na sequência das denúncias, para nove contra-ordenações aplicadas e dois processos-crime instaurados por poluição ambiental. Segundo a polícia, grande parte destas descargas tiveram origem em águas de pedreiras, explorações agro-pecuárias e outras atividades industriais.

O problema mais vísivel do rio Este estará no centro da cidade de Braga, onde as descargas mostram-se à vista do público que percorre a via pedonal que acompanha o curso de água pela cidade. Embora as denúncias existam, os populares parecem preferir denunciar através das redes sociais em detrimento da polícia, e depois nem sempre é fácil reconhecer a proveniência da sua origem, como adiantou ao Semanário V o vereador do ambiente, Altino Bessa.

“Este tipo de casos exige uma rápida denúncia popular feita diretamente às autoridades de forma a que cheguem a tempo de detetar a origem da descarga porque depois perde-se o rastro”, explica Altino Bessa, salientando que por vezes as pessoas colocam primeiro nas redes sociais e muitas vezes nem denunciam as descargas.

“Mesmo que queiram colocar nas redes sociais as fotos, e uma coisa não impede a outra, pedia que avisassem no imediato as autoridades e, claro, que submetam também a denúncia para a Câmara de Braga”.

Altino Bessa reforça posições anteriores, indicando “falta de civismo” por parte de quem faz estas descargas, lamentando que as autoridades não conseguissem identificar o rastro na maioria das vezes de forma a punir os responsáveis.

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista

Deixar um comentário