Vila Verde

ATAHCA entregou diplomas a 140 formandos

Redação
Escrito por Redação

A ATAHCA realizou, na passada sexta-feira, uma sessão solene para entrega de certificados e diplomas de formação profissional em diversas saídas profissionais. No grupo dos adultos certificados constam formandos dos concelhos de Amares, Braga, Terras de Bouro e Vila Verde, num total de 140 formandos/as Das saídas profissionais salientam-se as de Agente em Geriatria, Técnico/a de Ação Educativa e Operador/a Apícola.

O presidente da direção da ATAHCA, José da Mota Alves, referiu a “importância das parcerias para o desenvolvimento do território, necessárias para a rentabilização de recursos e para a implementação de políticas concertadas de desenvolvimento integrado”. “A formação é indispensável para se enfrentarem os nossos desafios que se vão colocar nos próximos anos, com a alteração acelerada de novos paradigmas profissionais. Se quisermos um território desenvolvido tem que se efetuar uma grande aposta na formação dos que procuram o primeiro emprego, dos ativos e daqueles que estão desempregados. A ATAHCA quer ser um parceiro em todo este processo respondendo às necessidades identificadas”, disse Mota Alves.

O presidente da Câmara de Vila Verde, António Vilela, referiu o papel importante que a ATAHCA tem na implementação do trabalho de proximidade com as instituições do concelho de Vila Verde e dos concelhos do Cávado. “A formação é uma de muitas outras áreas em que a ATAHCA tem trabalhado juntamente com os municípios para termos um desenvolvimento onde os mais jovens se sintam atraídos a viver e trabalhar nos concelhos do Cávado. Para além da preocupação dos mais jovens, também, se preocupa com os adultos, sejam os que se encontram em idade ativa ou os mais idosos. Fixar a população às freguesias rurais, ajudar a criar riqueza e criar dinâmicas empreendedoras tem sido o mote da atuação desde a sua fundação, sendo um excelente exemplo de funcionamento em rede, de criação de parcerias e de dinâmicas do tecido económico, social e cultural”, disse Vilela.

A representante da ANQEP, Regina Almeida, referiu a importância do reconhecimento, validação e certificação de competências que as instituições como a ATAHCA têm desenvolvido desde o tempo dos Centros Novas Oportunidades.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação