Destaque Região Vila Verde

Mau tempo provoca queda de árvores em todo o distrito

© Célia Baixo
Fernando André Silva

Os serviços de proteção civil, bombeiros GNR e sapadores não têm tido mãos a medir com as várias ocorrências registadas durante esta manhã devido ao mau tempo.

Na região do Minho, entre as 6 horas da manhã e as 11h30, foram registadas pela Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC) o número de 23 ocorrências de queda de árvores e de outro tipo de desabamento de estruturas, entre os quais movimentação de massas.

Mas foi entre as 9h e as 9h30 que aquela autoridade registou o maior número de alertas, com mais de uma dezena de ocorrências nesse espaço temporal.

Esposende [8h55, 9h06, 9h16 e 9h39], Barcelos [9h03, 9h19 e 9h24], e Famalicão [9h10 e 9h21, 9h35 e 9h36] registaram o maior número de ocorrências do distrito.

Na Vila de Prado, a Rua n.º4 do Faial ficou cortada ao trânsito depois de uma árvore e um poste de eletricidade terem tombado. O alerta foi dado às 9h00.

Em Braga, nas freguesias de Fraião, pelas 9h11, e Sobreposta, pelas 9h28 foram registadas quedas de árvore provocando cortes de estrada.

As várias equipas afetas à proteção civil estão em trabalhos durante toda a manhã em todo o distrito.

Portugal continental está a ser afetado pelos efeitos da depressão “Helena”, centrada a noroeste do golfo de Biscaia, Espanha.

Esta depressão vai afetar Portugal Continental em particular no que respeita ao vento e à agitação marítima na costa ocidental.

De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Coimbra, Leiria, Lisboa e Setúbal vão estar entre as 12h e as 21h de esta sexta-feira sob aviso vermelho devido à previsão de agitação marítima.

Devido à passagem de uma massa de ar polar pós-frontal fria, prevê-se ocorrência de aguaceiros que poderão ser localmente intensos, de granizo e acompanhados de trovoada, e sob a forma de neve nas terras altas.

O IPMA prevê ainda uma descida da temperatura, o que associado ao vento forte aumentará o desconforto térmico.

Por causa do mau tempo, a ANPC alertou para a possibilidade de cheias, formação de lençóis de água e gelo e quedas de árvore devido às previsões de chuva, neve, vento e agitação marítima para os próximos dias.

Também a Autoridade Marítima Nacional alertou para o agravamento das condições meteorológicas e oceanográficas na zona norte de Portugal continental, entre a madrugada de hoje e a de sábado.

*C/Lusa

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista

Deixar um comentário