Destaque Vila Verde

Urbanização na Loureira sem luz pública há mais de um mês

Fernando André Silva

Um loteamento situado numa urbanização na freguesia da Loureira, em Vila Verde, está sem luz pública há mais de um mês, situação que motiva a insatisfação dos moradores. A junta de freguesia diz estar “atenta”, mas esclarece que a EDP está à espera de stock para resolver a situação.

São cerca de 10 moradias que eram iluminadas por um poste de três lâmpadas que ficou desativado a 10 de janeiro, depois de ter sido abalroado, alegadamente por um camião do lixo, a 29 de dezembro.

Referem os moradores que, desde o final de 2018, o poste em questão ficou em “perigo de queda”. A 10 de janeiro, a EDP mandou remover o poste na sequência de queixas apresentadas pelos moradores de que o mesmo estaria em risco de cair.

No entanto, desde então até hoje, o poste continua encostado a uma berma do acesso à urbanização e não foi substituído. Os moradores queixam-se que, durante a noite, o loteamento fica “completamente escuro, sendo apenas iluminado pelo céu e pela luz das entradas das casas, quando acesas”.

O Semanário V falou com Pedro Dias, presidente da Junta da Loureira, que garantiu que aquela autarquia tem prestado atenção à questão mas que é necessário um período de espera por reposição de stock na EDP. “Estamos atentos à situação. Era um poste em risco de queda que foi removido, mas é um poste de coluna de três braços, e, pelo que me disse a EDP, não havia em stock”, esclarece Pedro Dias.

“Compreende-se que é uma situação que tem de ser resolvida o quanto antes pois o local ficou em situação perigosa e os trabalhos que foram iniciados [remoção] não foram concluídos. Mas, como em tudo, estamos atentos”, vinca o autarca.

“A informação que tenho é que está para breve a resolução deste problema”, garante.

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista