Destaque Vila Verde

Voluntários estrangeiros que recuperam casas ajudam nova família em Vila Verde

Fernando André Silva

A Associação Habitat For Humanity, uma organização internacional, não governamental e sem fins lucrativos que recupera casas a famílias que passam por momentos complicados a nível financeiro, está a levar a cabo a recuperação de uma nova habitação no concelho de Vila Verde.

Os voluntários, na sua maioria de nacionalidade estrangeira, começam a chegar nas próximas semanas à freguesia de Oriz Santa Marinha, para recuperar a habitação de uma família que se viu com algum aperto financeiro.

Depois da “entrega” de uma casa recuperada na freguesia de Marrancos, em Vila Verde, em agosto de 2016, a Habitat for Humanity Portugal recuperou já nova casa na Lage e encontra-se a recuperar outra, da família Costa, em Pedregais, dando agora início a uma nova habitação, projeto que já estava programado desde, pelo menos, 2016.

O modus operandi da “Habitat” é, talvez, complexo de entender, mas bastante simples de realizar. Vários voluntários, espalhados por vários países onde esta associação está implementada, unem-se para ajudar com a mão de obra na construção destas casas, Cada grupo passa uma média de uma semana numa construção, e assim vão se revezando até que as habitações fiquem prontas. O material, é cedido por empresas, ou então comprado pela associação. Mais tarde, quando a obra é concluída, os proprietários vão dando uma devolução mensal do valor, até 20 anos, para ajudar a suportar os custos do material.

O dinheiro que a Habitat gastar é um adiantamento e não uma renda. A família vai pagando o valor ao longo do tempo e à medida das capacidades económicas. Se oferecem o material, isso não é incluído no preço, mas o que for preciso comprar, a família acaba por pagar, sem juros, e em prestações combinadas. É uma devolução de dívida, como explica ao Semanário V a direção da delegação bracarense da Habitat.

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista