Braga Destaque

Sapadores de Braga fazem greve… mas não esquecem a população

Arquivo Sapadores BV Braga PSP (c) FAS / Semanário V
Redação
Escrito por Redação

Os bombeiros da Companhia Bombeiros Sapadores de Braga estão em greve, mas não cumpriram as diretivas recomendadas pela Câmara de Braga.

Em causa, está o facto dos serviços mínimos declarados pela Câmara de Braga retirarem elementos no início e no fim de cada turno, o que poderia, alegadamente, comprometer o socorro à população por não estarem garantidas as guarnições dos veículos de socorro.

Os Bombeiros Sapadores de Braga decidiram cumprir os serviços mínimos declarados pelo SNBP, assumindo a perda de vencimento, mas garantindo o socorro à população, com quem assumem a responsabilidade da sua missão.

A decisão dos Sapadores de Braga prende-se com a experiência vivida na última paralisação. Nestas duas horas em que a câmara pretende tirar elementos de ambos os turnos (nos serviços mínimos) registaram-se na última greve 55 emergências pré-hospitalares, seis incêndios urbanos, um salvado e seis outros serviços. Estes serviços caso voltassem a ocorrer, poderiam ficar sem resposta por falta de efetivos.

Caso fossem cumpridos estes serviços mínimos, o socorro à população poderia ficar comprometido, o que para os bombeiros da Companhia de Bombeiros Sapadores de Braga iria contra a sua missão e compromisso para com os que servem.

Os Bombeiros Profissionais associaram-se à greve da Função Pública para protestarem contra o impasse nas negociações do Estatuto do Bombeiro Profissional.

Comentários

Acerca do autor

Redação

Redação

Deixar um comentário