Braga

BE aponta “insensibilidade às questões sociais” em autarquias de Braga

sdr
Fernando André Silva

O Bloco de Esquerda reuniu com a seção de Braga da Liga Portuguesa Contra o Cancro, no seguimento da não renovação de contrato de cedência das instalações da Junta de Freguesia da Sé para aquela delegação.

Os deputados municipais Alexandra Vieira e António Lima quiseram inteirar-se da situação de “despejo” por parte da União de Freguesias de Maximinos, Sé e Cividade, e deixaram críticas à “insensibilidade às questões sociais” dos órgãos autárquicos locais, “tanto da Junta como da Câmara Municipal”.

No entanto, e apesar daquela autarquia local mostrar-se irredutível, o deputado António Lima diz-se otimista em relação à obtenção de uma solução, “atendendo à importância social do serviço público da Instituição”.

Já a deputada Alexandra Vieira afirma que “é essencial preservar a atividade que estas pessoas praticam junto de camadas mais frágeis da população, como doentes, cuidadores e familiares”, pelo que “devem ser encontrada uma solução que permita manter ou melhorar as instalações”.

Por isso, “o Bloco de Esquerda apresentará, na próxima Assembleia Municipal, uma proposta para resolver este impasse”.

A seção regional de Braga da Liga apoia, mensalmente, mais de oitenta utentes do concelho de Braga, com serviços de psicologia, terapia reiki, meditação e apoio jurídico. Está albergada na sede da Junta da Sé e conta com cinco funcionários e funcionárias e 12 em regime de voluntariado.

No entanto, como avançou em exclusivo Luís Pedroso, autarca de Maximinos, Sé e Cividade, a despesa energética da LCC é “exurbitante” e não estão reunidas condições financeiras para manter aquela delegação em três salas, com direito a elevador, sem qualquer renda paga.

Fátima Soeira, em declarações ao Semanário V, mostrou-se agora disponível para pagar uma renda de 100 euros, conforme a junta tinha proposto em 2014. Todavia, a LCC não abdica das três salas que ocupa atualmente, sendo pretensão da junta que passem a ocupar apenas duas.

Comentários

Acerca do autor

Fernando André Silva

Fernando André Silva

Jornalista